Acusado de falsificação fica sob TIR, interdição de saída do país e apresentação periódica às autoridades do Tarrafal

23/04/2018 01:32 - Modificado em 23/04/2018 01:32
| Comentários fechados em Acusado de falsificação fica sob TIR, interdição de saída do país e apresentação periódica às autoridades do Tarrafal

O indivíduo de sexo masculino detido, na semana passada, após ser apresentado ao Tribunal da Comarca da Praia, para o primeiro interrogatório de arguido detido e aplicação de medidas de coação pessoal, foi-lhe aplicado Termo de Identidade e Residência (TIR), interdição de saída do país e apresentação periódica às autoridades do Tarrafal.

Detido pela Polícia Judiciária, através da Secção Central de Investigação de Crimes Económicos e Financeiros – SCICCEF, fora de flagrante delito, o indivíduo é acusado da prática dos crimes de falsificação de documentos e uso de documentos falsos.

Segundo a PJ existem fortes indícios de que, em meados de 2014, o suspeito terá solicitado junto ao Cartório do Registo Notariado e Identificação da Praia, uma certidão de nascimento em nome de um outro cidadão residente no Tarrafal, utilizando desse documento para solicitar a emissão de um bilhete de identidade, com os dados de identificação desse cidadão e que ainda na posse do passaporte, o suspeito terá dirigido ao Centro Comum de Visto para requerer um visto de entrada no Espaço Schengen. “O pedido de visto foi entretanto recusado, uma vez que o Centro Comum de Vistos terá constatado que os dados biométricos do suspeito eram os mesmos que os associados aos do cidadão ofendido”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.