Semana da cultura – protecção do património cultural é uma responsabilidade de todos

17/04/2018 07:29 - Modificado em 17/04/2018 07:29

De 16 a 20 deste mês, decorre a semana do património cultural, uma iniciativa do Património Cultural (IPC) e que engloba actividades nas ilhas de São Vicente, Sal, Santiago, Santo Antão e Fogo. A inauguração ocorreu na manhã desta segunda-feira, no Mindelo, e a ideia é “chamar a atenção” para a necessidade da preservação do património cultural e alertar as comunidades do seu papel nessa matéria.

A coordenadora do Gabinete de Educação Patrimonial do IPC, Yolanda Gomes, explicou que a preservação do património cultural “não é tarefa exclusiva do Estado e das instituições” com responsabilidade na matéria, mas também da sociedade “no seu todo”.

Segundo esta responsável, o programa da semana, além de englobar actividades de carácter educativo, formativo e informativo, contempla uma série de visitas em várias ilhas do arquipélago para levar as comunidades a conhecer o património cultural de Cabo Verde.

Esta considera que o desconhecimento e a importância do património é um dos factores que está ligado directamente à destruição do mesmo e, por isso, afirma que é preciso dar a conhecer melhor a história. E, conhecendo, é mais fácil gostar e amar o nosso património” e a sua preservação, destaca.

“Se nós não conhecermos a nossa cultura, a nossa identidade, não teremos a arma da nossa identidade e cultura”, concluiu.

A primeira palestra da semana coube ao coordenador da Direcção de Monumentos e Sítios do IPC, Jaylsom Monteiro, que discorreu sobre o património, a salvaguarda e o que se tem feito neste domínio, e a valorização do património, ou seja, aludiu a tudo o que tem a ver com valorização do património histórico cultural de Cabo Verde.

Jaylson Monteiro espera, por isso, uma “semana intensa” capaz de colocar a questão do património no “mapa das discussões e dos debates” em Cabo Verde.

Questionado sobre o estado do património em São Vicente, o responsável considerou que, à semelhança do resto do país, a ilha tem feito o seu percurso, um “caminho longo” que se vai fazendo passo a passo, “melhorando os aspectos de intervenção,  preservação e valorização”.

“O próprio país encontra-se numa fase embrionária de aproveitar o que de bom temos na área do património, como é que o podemos valorizar,  e São Vicente e as demais ilhas têm feito também o seu caminho ao longo do tempo”, concluiu.

A abertura oficial da Semana Nacional do Património Cultural decorreu ontem, no Museu do Mar, no Mindelo, em acto presidido pelo Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente.

C

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.