Jet Caribe: Não se conhecem as causas do afundamento

16/04/2018 01:03 - Modificado em 16/04/2018 01:03

Quase um após o adorno do navio mercante Soby, em finais de Abril, no cais acostável do Porto Grande de Mindelo, este sábado de madrugada o Catamarã Jet Caribe adornou-se no cais principal.
O “catamaran”, “Jet Caribe”, tem capacidade para 313 passageiros, e em 2007 foi destacado para fazer a ligação Praia/Maio/Boavista/ Sal e Praia/Fogo/Brava.
Este domingo, alguns mergulhadores estiveram no local, avaliando a situação da embarcação, bem como um guindaste. No entanto não foi feita nenhuma tentativa de remoção ou outro trabalho, além do mergulho no local, para avaliar o seu estado e estes garantem que foi confirmado não haver risco de fuga de hidrocarbonetos e por isso não existe a possibilidade de ocorrência de qualquer dano ambiental.
As autoridades portuárias cabo-verdianas estão já a trabalhar para descobrir as causas reais que estiveram na origem do afundamento, mas garantem que a situação está sob controlo e que será retirado do local o mais rápido possível.
Questionados este domingo, para quando o plano de remoção da embarcação, a ENAPOR diz que a partir desta semana, serão transmitidos novas informações. Apesar de ainda não conseguir apurar a causa exacta do acidente, mas tudo indica que seja proveniente de um problema num dos flutuadores, uma vez que as embarcações. São duas pertencentes a companhia Moura Company que estão no local deteriorando-se.
O navio continua no cais revirado de um lado. Ao que parece só hoje de manhã é que as autoridades poderão decidir quais as medidas a serem tomadas.
Na sequência do incidente, o outro catamarã da Moura Company, “Auto Jet”, atracado no mesmo local, foi de imediato transportado para o cais da Onave.
Em Julho de 2007, os dois “catamarans” da Moura Company começaram a fazer ligações marítimas mais rápidas inter-ilhas, nomeadamente, de São Vicente para Santo Antão e São Nicolau e ainda da Praia para as ilhas do Fogo, Brava, Maio, Sal e Boa Vista.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.