Mindelo comemora 139 anos: ““Vivemos momentos singulares de muita expetativa e confiança”

14/04/2018 14:52 - Modificado em 14/04/2018 14:52

Mindelo comemora 139 anos da sua elevação a categoria de cidade. A sessão solene foi o ato oficial da comemoração da data, que também fica marcada pela entrega de viaturas aos bombeiros municipais, e o ato de instalação da Unidade de Apoio à Implementação de Cidades Saudáveis de Cabo Verde (UAICS). E na mesma sequência Assinatura do acordo de Cooperação Técnica entre o Município de São Vicente, a OMS Cabo Verde, a UAICS, a Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis e o Instituto Nacional de Saúde Pública. Atos classificados pela presidente da Assembleia Municipal, Fernanda Marques, como uma verdadeira prenda para São Vicente.

A rede das cidades saudáveis tem como papel a promoção da saúde e da qualidade de vida das comunidades. E invocando o conceito de saúde da OMS, “um estado de completo bem-estar físico, mental, ”, Fernanda Marques sublinha que a rede vai promover praticas saudáveis, assim como atividades físicas entre outros, para a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

O dia da Cidade

No dia de aniversário os intervenientes na sessão solene lançaram um olhar sobre o percurso da cidade, e os desafios e soluções que se avizinham. A regionalização, aliada ao desenvolvimento e criação de condições para o bem-estar das pessoas estiveram em destaque. Para Ministro Paulo Rocha que presidiu a sessão exteriorizou o desejo de unir aos mindelenses do futuro pela esperança e desejo de fazer mais e melhor. Sendo que é o desejo de fazer mais através de obras e ações englobando várias áreas.

E as respostas ao nosso tempo, exige uma descentralização, com ênfase na regionalização, segundo o Ministro. “Aposta do governo na reforma do governo local com mais resposta recursos, e capacitação recursos das regiões e dos municípios”. E através de uma plataforma de relacionamento e financiamento, segundo Paulo Rocha, criar as condições para ter um poder local “melhor e organizado”.

E para Manuel de Pina tem visto o desenvolvimento da ilha a cada visita que faz. “Quando estamos dentro da nossa casa nem sempre reconhecemos o crescimento dos nossos filhos”. E chama a responsabilidade aos deputados eleitos pelo círculo de São Vicente, num momento em que se vai discutir a regionalização no parlamento. Já que, “vai precisar de uma maioria reforçada”. E demostra confiança na regionalização como forma de promover o desenvolvimento, e assim governar com a cara voltada para o território, para os projetos que potenciam o desenvolvimento das regiões, e das ilhas.

Presidente da CMSV, Augusto Neves, também demostra confiança na ilha e no processo de regionalização, e num futuro melhor. “Desejamos que as conquistas da comunidade sejam sempre crescentes para mostramos que somos nós que fazemos o amanhã, e que nossa perseverança é a luz que ilumina o caminho para uma cidade mais justa”. E para Neves o desejo, também, é de que as siglas partidárias e as ideologias sejam menores de que o desejo de ver um Mindelo mais saudável, segura e organizada.

E o edil abordando a nova era, que já está a porta, avança que é um tempo de trabalho, e que as realizações sejam mais importantes que as disputas de poder. E nesta nova área perspectiva o diálogo e o debate com a sociedade com o respeito pelas opiniões diferentes.

“Vivemos momentos singulares de muita expetativa e confiança, de diálogo e de perfeita descentralização, de desenvolvimento de ganhos decisões, de e medidas e resoluções”. Entre as realizações destaca a transferência dos patrimónios do estado para a câmara, e do arranque de grandes investimentos como a requalificação da estrada e da Baía das Gatas, o terminal de cruzeiros, consolidação da zona económica especial. Destaque também as taxas transferidas pelo governo e sua procura de financiamento e atribuição de verbas aos municípios.

E neste sentido o edil avança que urge os cidadãos perceberem que a regionalização traz oportunidades únicas no processo político. E que ainda é imprescindível para beneficiar políticas e serviços públicos de qualidade, com eficiência e celeridade.

“A regionalização tem a ver com salvaguarda da história da identidade e da própria participação cívica”, como finaliza.

Durante a sessão solene a edilidade apresentou o novo site, onde pretende informar as pessoas sobre o dia-a-dia da câmara e do município, assim como estabelecer um meio para melhorar os serviços da edilidade.

 

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.