TC manda colocar em liberdade provisória homem condenado por homicídio  em 1 ª instância e confirmado pelo STJ

13/04/2018 08:55 - Modificado em 13/04/2018 08:55

O  Tribunal Constitucional mandou colocar em liberdade Arlindo Teixeira  que foi condenado á 11 anos de prisão pelo Tribunal da Comarca da Ribeira Grande de Santo Antão pelo crime de homicídio . Sentença que foi confirmado pelo Supremo Tribunal da Justiça , mas com a redução da pena  em dois anos . O advogado Amadeu Oliveira que defendeu António Teixeira sempre pugnou por outro desfecho, por considerar que o seu cliente agiu em legitima defesa , O advogado chegou a usar este caso nas denúncias que fez acusando  o juiz do caso e os conselheiro do STJ da Secção de Justiça de “inserção de falsidades no processo”

O NN ainda não teve  acesso ao acórdão do TC , mas de acordo com o advogado “o Tribunal Constitucional mandou colocar em liberdade condicional o recluso, por considerar que há indícios fortes que ele agiu em legítima defesa».

Este caso aconteceu na zona de Caibros , Concelho da Ribeira Grande , Santo Antão  e o emigrante Arlindo Teixeira foi acusado e depois condenado por um crime de homicídio e encontra-se a cumprir pena desde 2015 .

  1. F

    Grande AMADEU, sempre lutando e, até que enfim, ganhando esses malandros. Um abração para AMADEU e que continue lutando sem medo.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.