Paulense DC ganha recurso contra Santo Crucifixo e atira Sinagoga FC para a “Segundona”

11/04/2018 01:47 - Modificado em 11/04/2018 01:47
| Comentários fechados em Paulense DC ganha recurso contra Santo Crucifixo e atira Sinagoga FC para a “Segundona”

A Associação de Futebol da Região Norte de Santo Antão (AFRNSA), através do Conselho Jurisdicional, em comunicado aos clubes filiados sobre os processos disciplinares instaurados à equipa do Santo Crucifixo e ao seu jogador Nilton César (Niná), penalizou com pena de derrota o clube, relativamente ao jogo da 8ª jornada do Campeonato Regional de Futebol frente ao Paulense DC, atribuindo assim os três pontos a esta equipa e ainda uma multa de 15 mil escudos ao clube da Ribeira Grande. Ao jogador foi-lhe aplicado um mês de suspensão.

Os processos entregues ao Conselho de Disciplina da AFRNSA, no decorrer do Campeonato Regional da Zona Norte de Santo Antão, isto é, antes da realização da penúltima jornada da prova pelas equipas do Rosariense FC e Paulense DC contra a equipa do Santo Crucifixo pela suposta utilização irregular de Nilton César na partida frente ao Paulense DC em jogo a contar para a 8ª jornada da competição, já tiveram o seu desfecho por parte da AFRNSA, prosseguindo assim a penalização do Clube da Ribeira Grande e do seu jogador.

“Após as decisões dos processos disciplinares instaurados contra o Clube União Desportiva de Santo Crucifixo e o jogador Nilton César Lopes Gomes, foi aplicada pena de derrota na 8ª jornada do Campeonato e pena de suspensão de um mês ao referido jogador”, lê-se no comunicado da AFRNSA e do seu líder Carlos Irineu Assunção.

A AFRNSA informa ainda os clubes filiados que a tabela da classificação sofreu alterações conjuntamente com a lista de melhores marcadores da Primeira Divisão. Ora, com esta decisão, o Sinagoga FC é um dos principais penalizados, pois cai para a Segunda Divisão em detrimento do Paulense DC. Como assegura a AFRNSA à luz do artigo 96 do Regulamento Geral (Critérios de desempates nas provas por pontos entre mais de duas equipas), se o empate se verificar entre duas ou mais equipas, o escalamento será feito com base na pontuação obtida por cada uma delas, nos jogos disputados entre as equipas empatadas.

Com tudo isso e com as contas feitas, as equipas do Beira-Mar, Sinagoga e Paulense passarão a somar nove pontos cada. O principal penalizado desta situação é a equipa da zona piscatória de Sinagoga, pois tem um score negativo perante as equipas já citadas, caindo assim para a última posição da tabela classificativa e directamente para a Segunda Divisão.

Quem não está satisfeito com esta decisão e promete uma resposta atempadamente junto das autoridades competentes sobre a matéria e contra todo este imbróglio em que se encontra metida neste momento, é a equipa do Sinagoga FC pois, conforme pôde assegurar o capitão da equipa, Nélson Delgado, a este Online, “há muito que queriam colocar o Sinagoga na Segunda Divisão, mas vamos recorrer porque a história está mal explicada e, certamente, a Direcção tudo irá fazer para recorrer desta decisão, porque é muito triste ver este clube descer de divisão desta forma”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.