Festival da Juventude – Um evento para continuar

10/04/2018 00:54 - Modificado em 10/04/2018 00:54

Terminada a primeira edição do Festival da Juventude – São Vicente 2018, a Câmara Municipal faz um balanço positivo dessa experiência piloto. Para a Vereadora da área da juventude, o certame terá seguimento em 2019, isso após ter demonstrado nesta edição que tem capacidade de continuar sendo também uma forma de aproveitar “o maior palco musical” do país, a Baía das Gatas, em benefício da ilha.

Em entrevista, Solange Neves descarta as acusações feitas contra a organização do festival, optando por realçar o “sucesso”do evento que, na sua óptica, tem “pernas” para continuar. Um encontro de gerações que resultou muito bem, apesar de ter sido realizado nesta altura do ano e fora da cidade, tudo decorreu bem e o público correspondeu da mesma forma.

“Pelo que vimos durante este três dias de actividades com o cartaz apresentado e também com as inscrições nos workshops, tivemos uma boa adesão do público e da nossa parte é um festival que veio para ficar”, afirma a vereadora destacando o facto desta edição ser uma experiência piloto e com a praia da Baía das Gatas a ser destino escolhido agora e no futuro.

E não é só para o festival da Baía das Gatas e o festival da Juventude. O espaço será aproveitado para outros eventos de forma a valorizar cada vez mais o espaço, para que os artistas possam ter um grande palco, não só durante o festival de música, mas também noutras ocasiões. Este é um desafio e, na perspectiva da vereadora, dependendo das condições, a edilidade poderia organizar outras actividades na Baía das Gatas, que tem o seu potencial, sendo o palco, com todo o investimento feito ali, um deles. “Se a CMSV encontrar parceiros, porque não apostar em mais eventos ali”, diz Neves, que vê nisso também uma forma de diminuir custos, já que quase toda a infra-estrutura se encontra montada no espaço.

“Cabo Verde, São Vicente, é um país de música e porque não aproveitar uma estrutura como esta para dar ao povo momentos como este festival. Por isso, consideram ter sido uma excelente iniciativa ter aproveitado o palco que qualquer artista gosta de subir em Cabo Verde.

Esta a garante que futuramente serão introduzidos novos moldes, outras novidades. “Isso são coisas que serão definidas e o objectivo é melhorar cada vez mais e é nisso que vamos trabalhar”, para melhorar de edição em edição.

Um evento que irá fazer parte do aniversário dos 140 anos da cidade do Mindelo.

Durante três dias, no último fim-de-semana, actuaram no Festival da Juventude, bandas e artistas nacionais como Cremilda Medina, Ricky Boy, Gil Semedo, Cabo Verde Show, Bulimundo, Grace Évora, Loony Johnson, Débora Paris, Carmen Silva, Djarilene Paris, Kré SK, Kiddye Bonz e Dynamo, entre outros.

No âmbito das comemorações da Semana da Juventude e do Dia da Cidade do Mindelo, o programa prevê a realização de três workshop em moda, fotografia e DJ, para os quais já estão inscritos perto de uma centena de jovens, segundo a organização.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.