Toy Adão: “O nosso objectivo é ganhar o Nacional”

6/04/2018 03:32 - Modificado em 6/04/2018 03:32

O CS Mindelense está de malas feitas rumo à capital do país, para onde viaja na tarde desta sexta-feira onde, no sábado, 07 de Abril às 16:00 horas, tem encontro marcado com a Académica da Praia, na Várzea, em jogo da primeira jornada do Grupo A da fase de grupos da prova maior de clubes do país.

Tido como o jogo de maior gabarito da primeira jornada entre duas das melhores equipas da liga de futebol de Cabo Verde, este encontro que vai dar o pontapé de saída do grupo A, promete ser renhido. O capitão e defesa central Toy Adão, mítico capitão dos “Leões da Rua de Praia”, na antevisão a esta partida revela que a equipa se preparou bem para este jogo, “com muito rigor, seriedade e com muita responsabilidade, sabendo que vamos ter um jogo de extrema importância, contra uma equipa muito forte”.

O Estádio da Várzea é sempre um palco a temer para os clubes visitantes, mas como refere o capitão, o Mindelense vai para qualquer campo de Cabo Verde para ganhar porque é o maior clube do país mas, em caso de insucesso no jogo, um empate poderá não ser considerado como um mau resultado.

“Já vi jogos da Académica, pelo que nós estamos à espera de uma equipa pressionante, agressiva, que queira ter a posse da bola, para poder dominar o jogo, mas vamos tentar contrariar isso”, assegura o camisola 14 dos “Leões do Norte”.

No Grupo A, estão inseridas três das equipas mais fortes deste Campeonato Nacional, isto é, na teoria, o CS Mindelense, a Académica Porto Novo e a Académica da Praia, o que leva Toy Adão a considerar que este é o grupo mais forte de todos. “É um grupo extremamente competitivo, considero ser forte mas não de «morte», até porque não gosto de utilizar este termo”, sublinha.

Na antevisão feita por Lito Aguiar sobre a partida, o timoneiro dos “Estudantes” da capital cabo-verdiana, referiu que a equipa ou as equipas que passarem para as meias-finais da prova, vão ser os fortes candidatos ao título. Ora, o defesa do Mindelense compartilha as palavras do técnico da “Micá”, mas sustenta que a teoria hoje em dia já não conta para nada. “Concordo com o treinador Lito pois, como referi, as melhores equipas estão todas no mesmo grupo, isto é, na teoria, mas nós sabemos que no futebol a teoria já não conta para nada. Temos é que demonstrar isso dentro do campo”, enfatiza Toy.

Outrora tetracampeão de Cabo Verde, feito este travado na época passada quando o clube saiu da competição pela porta pequena, ou seja, através da decisão da secretaria da FCF em afastar o clube sediado na Rua de Praia na Cidade do Mindelo, o que impossibilitou à equipa de lutar na final frente ao Sporting da Praia pelo troféu. Confrontado se este episódio poderá fazer alguma mossa na edição deste ano, Toy Adão, foi peremptório ao afirmar que todos na equipa ficaram tristes pelo que aconteceu mas, para eles, os jogadores, aquilo ficou para a história “e o nosso objectivo é seguir adiante”.

Sobre o objectivo maior para a edição de 2018 do Campeonato Nacional de Futebol, que arranca este sábado o capitão, sem papas na língua, reponde que o “ nosso objectivo é ganhar o Nacional”.

 

  1. Fernando Assis

    Académica do Porto Novo já é um candidato ao título por ter chegado duas vezes a uma meia final e uma vez na final. O que se diz então de São Nicolau que já chegou seis vezes na final da prova maior de clubes de Cabo Verde?

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.