PR em Santo Antão para contactos com populações e lançamento da campanha “Menos Álcool, mais Vida”

6/04/2018 03:24 - Modificado em 6/04/2018 03:25

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, é esperado, esta sexta-feira, no Porto Novo para o lançamento da campanha “Menos Álcool, mais Vida”, que acontece no quadro das primeiras jornadas de saúde em Santo Antão.

Jorge Carlos Fonseca aproveita a sua deslocação a Porto Novo para, através de visitas a algumas localidades, se inteirar da situação social deste município, tendo em conta a situação do mau agrícola e das acções em curso para mitigar os efeitos da seca.

Segundo o edil do Porto Novo, Anibal Fonseca, as populações rurais neste município passam por “uma situação difícil”, mas salienta o facto de, tanto a nível do Governo como da edilidade, estarem em curso várias acções para minimizar os efeitos da seca, uma das mais duras dos últimos dez anos, nesta parcela do território nacional.

Além de iniciativas no âmbito do programa de emergência, lançado pelo Governo, que disponibiliza ao município do Porto Novo quase 80 mil contos para salvamento do gado, criação de empregos e mobilização de água, a câmara municipal tem estado a desenvolver, também, acções, sobretudo nível de abastecimento de água.

O Presidente da República desloca-se aos planaltos Norte e Leste, duas localidades onde mais de três centenas de famílias estão em situação de vulnerabilidade, devido ao mau ano agrícola.

No Planalto Norte, além de contactos, esta sexta-feira, com as populações, Jorge Carlos Fonseca visita ainda as obras dos projectos de abastecimento de água e de electrificação, deslocando-se, sábado, ao Planalto Leste para contactos com as comunidades.

As primeiras jornadas de saúde em Santo Antão, abertas hoje, na presença do ministro da Saúde e do Presidente da Assembleia Nacional, assinalam o terceiro aniversário da região sanitária desta ilha.

A problemática do alcoolismo, considerado um problema de saúde pública em Santo Antão, vai estar em destaque nestas primeiras jornadas de saúde nesta ilha.

O alcoolismo, como factor de morbi-mortalidade em Santo Antão, o reforço do controlo do uso de bebidas alcoólicas, a fiscalização da produção e comércio de bebidas alcoólicas em Cabo Verde, a prevenção e inibição do consumo do álcool nas crianças e adolescentes são questões a debater nestas jornadas de saúde em Santo Antão, que assinalam o terceiro aniversário de criação desta região sanitária (RSSA).

A problemática do alcoolismo continua a afigurar-se entre os “principais problemas de saúde pública” em Santo Antão, onde tem havido um “crescimento exponencial” das doenças crónicas não transmissíveis, como uso de drogas, diabetes, hipertensão e doença mental, segundo a região sanitária.

 

Inforpress/

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.