PJ detém individuo suspeito de burla e falsificação de documentos

3/04/2018 14:32 - Modificado em 3/04/2018 14:32

A Polícia Judiciária, através da Secção Central de Investigação de Corrupção, Criminalidade Económica e Financeira – SCICCEF, em cumprimento de mandados de detenção, busca domiciliária e revista em viatura, ordenados pelos Magistrados Judicial e do Ministério Público da Comarca de Santa Catarina, deteve, no passado sábado, 31, um cidadão natural da República de São Tomé e Príncipe, residente no bairro da Cidadela, suspeito de vários crimes de falsificação de documentos, burla agravada e uso de documentos falsos.

Há fortes indícios de que entre 2014 e 2016, mediante um esquema fraudulento de falsificação de documentos, como Certidões de Registos de Casamentos, o suspeito tentava junto do Centro Comum de Vistos introduzir processos de pedidos de obtenção de visto a terceiros, para entrada no espaço Schengen, a troco de valores que variam entre 200 a 500.000$00. As vítimas eram, na sua maioria, do interior de Santiago, mais precisamente de Santa Catarina, concelho no qual o suspeito residia anteriormente e possuía uma loja de produtos de beleza, situada no shopping daquela cidade, local onde era contatado.

 Na sequência da busca e revista efetuadas, foram encontrados e apreendidos  elementos de prova, designadamente documentos falsos, carimbo, almofada para carimbo, computador, tablet, telemóvel, passaportes e uma viatura.

 De realçar que o suspeito fazia dessa atividade  o seu modo de vida, pelo que viajava frequentemente para Europa. O detido foi presente na manhã desta segunda-feira, 02, ao Tribunal da Comarca de Santa Catarina, para o primeiro interrogatório e aplicação de medida de coação pessoal.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.