Escola Técnica : Dois  professores de Educação Física  com salários em atraso retém as notas

3/04/2018 02:32 - Modificado em 3/04/2018 02:32
| Comentários fechados em Escola Técnica : Dois  professores de Educação Física  com salários em atraso retém as notas

Com  o fim do semestre, os alunos foram de férias mas ficaram alguns problemas por resolver na Escola Técnica do Mindelo. Problemas com o pagamento de tempos acumulados fizeram com que dois professores não disponibilizassem as notas. A disciplina em questão é a da Educação Física. Das informações recolhidas, eram quatro professores na mesma situação, mas apenas dois não disponibilizaram as notas devido ao não pagamento dos tempos acumulados.

Os professores acordaram que para além das aulas normais, davam aulas extraordinárias acumuladas, mas não ocorreu o pagamento das horas, estando já cerca de seis meses sem receberem o salário das aulas dadas

Em conversa com o director da escola, Jorge da Luz, o mesmo avança que foi dado um conjunto de explicações sobre a razão pela qual o salário não foi pago aos professores e que estes receberam um comunicado explicando o porquê do não pagamento.

“Estavam a fazer alguma pressão, a DGPO enviou um comunicado a explicar o que aconteceu. Mesmo assim, estávamos com dificuldade em colocar as notas e de manhã falámos com eles e conseguimos resolver o problema”. Notas que, avança, serão colocadas.

Algumas pautas estavam em branco e outras com uma nota explicando que a avaliação iria ser colocada posteriormente.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.