Mulheres Adventistas de Cabo Verde em congresso em São Vicente

3/04/2018 02:23 - Modificado em 3/04/2018 02:26

.

Estão reunidas em São Vicente, perto de três centenas de mulheres Adventistas de Cabo Verde a participar num Congresso Nacional de Mulheres tendo realizado, nesta segunda-feira pelas ruas do Mindelo, uma passeata com o objectivo de fortalecer a luta contra o álcool e outras drogas.

“As mulheres adventistas saíram pelas ruas apelando ao povo de São Vicente contra o uso do álcool e de outras drogas, com foco em Jesus, que dá liberdade”, esclarece Mónica Pereira, membro da Organização Nacional de Mulheres Adventistas.

Esta realçou ainda a necessidade das igrejas ampliarem a sensibilização da sociedade civil sobre as consequências do consumo do álcool e de outras drogas.

Em relação ao congresso nacional, garante que tem decorrido bem e que de 28 de Março a 04 de Abril estarão reunidas em São Vicente.

“O balanço é muito positivo, porque o nosso objectivo não são os números, mas sim o envolvimento que superou as nossas expectativas”, destaca Mónica Pereira.

Durante os dias do congresso, as participantes debateram temas ligados ao bem-estar das famílias e outros.

Um congresso que acontece de quatro em quatro anos, onde as mulheres adventistas se congregam numa ilha e, este ano, a escolha recaiu sobre São Vicente, também devido ao programa “São Vicente pa Cristu” (São Vicente para Cristo), que será brevemente lançado na ilha.

“São Vicente pa Cristu” vem na sequência da campanha evangélica iniciada em 2016 na ilha do Fogo designada “Djar Fogo pa Kristu” e seguida por “Santiagu pa Kristu 2017”, que culminou no dia 23 de Dezembro.

Para além de “São Vicente pa Cristu” (São Vicente para Cristo), a Igreja Adventista do Sétimo Dia de Cabo Verde vai levar a cabo em 2018 outro “grande projecto” de evangelização denominado “Pentecostes Cabo Verde”.

Já “Pentecostes Cabo Verde 2018”, segundo a Igreja Adventista, é uma directriz dos seus superiores que envolve, igualmente, mais quatro países da sub-região africana da qual o arquipélago faz parte, nomeadamente, Gâmbia, Guiné-Bissau, Senegal e Mauritânia.

A iniciativa vai ser desenvolvida durante o ano de 2018 em todas as ilhas de Cabo Verde.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.