Brava: MP acusa jovem de 17 anos de ter morto idosa

29/03/2018 01:59 - Modificado em 29/03/2018 01:59

O Ministério Público (MP)  acusou um jovem de 17 anos , que se encontrava em prisão preventiva, ter assassinado  uma mulher de 61 anos   na zona de Cova da Joana , na ilha Brava . Depois de realizadas as diligências de investigação tidas por pertinentes à descoberta da verdade material dos factos, o MP, segundo um comunicado publicado no seu site, determinou o encerramento da instrução dos autos registados, deduzindo acusação pública e requerendo julgamento de um jovem de 17 anos de idade, a quem é imputado a responsabilidade do crime de  um crime de homicídio agravado, em concurso real efectivo com um crime de roubo

O  caso está relacionado com o assassinato de uma mulher de 61 anos de idade, ex-emigrante na Holanda, que foi encontrada sem vida no interior da sua residência, na localidade de Cova da Joana, ilha da Brava, no dia 25 de Janeiro de 2018

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.