Cabo Verde deve olhar para outros modelos de desenvolvimento turístico – OMT

29/03/2018 01:36 - Modificado em 29/03/2018 01:36
| Comentários fechados em Cabo Verde deve olhar para outros modelos de desenvolvimento turístico – OMT

A diretora regional para África da Organização Mundial do Turismo (OMT) defendeu hoje que Cabo Verde deve olhar para novos modelos de desenvolvimento turístico que permitam maiores ganhos para as populações.

“O foco do setor turístico são as pessoas. Cada modelo e cada abordagem tem de assegurar efeitos para a comunidade e que as pessoas beneficiam realmente. Cabo Verde fez uma abordagem ‘all inclusive’, experimentaram isso, mas a indústria evoluiu e, obviamente, tem de olhar para outros modelos”, disse Elcia Grandcourt.

A diretora do Programa Regional para África da Organização Mundial do Turismo (OMT) falava aos jornalistas, na cidade da Praia, no final de um encontro com o ministro do Turismo e Transportes de Cabo Verde, José Gonçalves.

Elcia Grandcourt, que está acompanhada pelo diretor do departamento dos Transportes Aéreos da Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO), Boubacar Djibo, iniciou hoje uma missão de dois dias a Cabo Verde para avaliar a possível realização de uma conferência ministerial sobre turismo e aviação na região africana prevista para abril de 2019, na ilha do Sal.

O setor do turismo representa mais de 20% do Produto Interno de Cabo Verde (PIB) e o seu desenvolvimento está ancorado no modelo de “resorts all inclusive”, concentrados sobretudo nas ilhas do Sal e Boavista.

Estatísticas oficiais divulgadas recentemente revelam que os mais de 500 mil turistas que visitaram Cabo Verde em 2016 gastaram menos de um quarto do seu orçamento de férias no país, valor que tem vindo a diminuir desde 2014.

De acordo com o Inquérito aos Gastos e Satisfação dos Turistas, em 2016, Cabo Verde foi visitado por 507.605 turistas, a maioria integrados em pacotes “tudo incluído” (81,5%), tendo 82,8% dos gastos da viagem sido realizados no país de origem.

Os gastos dos turistas em Cabo Verde representaram apenas 17,2% da despesa total com as férias, percentagem que em 2015 foi 17,9% e em 2014 25,2%.

Em termos globais, os gastos dos turistas caíram de quase 200 milhões de euros em 2014 para cerca de 120 milhões de euros em 2016.

Elcia Grandcourt sublinhou a importância da diversificação da oferta turística, adiantando que esta é também a visão das autoridades do país.

“Experimentámos um modelo, temos de olhar para outros modelos. Há muito boas práticas que estão a ser implementadas com países com semelhanças com Cabo Verde. Temos vários países insulares que estão a liderar neste setor. A diversificação é cada vez mais importante para responder aos vários nichos de mercado”, reforçou.

Elcia Grandcourt sublinhou igualmente a crescente importância do setor do turismo para muitas economias no continente africano, adiantando que os países “começam também a perceber o valor económico do setor”.

“As viagens e o turismo são cada vez mais importantes para várias economias. O contributo socioeconómico do setor é muito valioso. Cabo Verde é um país que depende bastante do turismo”, disse, justificando a opção pelo país para a realização da conferência.

A responsável da OMT assinalou também os grandes desafios que se colocam ao turismo em África, considerando que vão desde a facilitação de vistos às ligações aéreas, passando pelas infraestruturas e pela segurança.

O ministro do Turismo e Transportes, José Gonçalves, explicou que a realização da conferência em Cabo Verde surge na sequência do lançamento, pelos chefes de Estado africanos, do projeto de um mercado único de transportes aéreos para África.

“É a primeira vez que a OMT e a ICAO estão a fazer este encontro num país africano. É mais um passo na consolidação e amplificação [do mercado único]. Temos 26 países membros oficiais, mas há 54 países em África. Vai ser um passo decisivo no caminho para a criação deste mercado único”, disse José Gonçalves.

A missão da OMT e ICAO manterá hoje vários encontros com entidades ligadas ao setor do turismo, viajando quinta-feira para a ilha do Sal para avaliar as condições logísticas para a realização da referida conferência.

 

Lusa

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.