Regionalização / Santo Antão: futura sede administrativa gera polémica  

28/03/2018 02:07 - Modificado em 28/03/2018 02:07
| Comentários fechados em Regionalização / Santo Antão: futura sede administrativa gera polémica  

A proposta de que a região administrativa de Santo Antão terá sua sede na Ribeira Grande suscitou alguma polémica nesta conferência, uma questão que continuará a ser debatida para se poder decidir da melhor forma, segundo o chefe do Governo, admitindo que em São Nicolau, cuja sede da região se propõe para Tarrafal, haverá, certamente, discussão sobre a matéria.

A regionalização do arquipélago, para o primeiro-ministro, surge da necessidade de se dotar Cabo Verde de um modelo de administração diferente e mais consonante com aquilo que é a realidade física, cultural, social e económica das ilhas.

A redução das simetrias regionais, permitindo que as ilhas tenham maior potencial de crescimento, constitui outro pressuposto no qual assenta esta reforma, a segunda maior que se pretende implementar em Cabo Verde, depois da criação do municipalismo, em 1991.

A proposta de lei, que define uma região administrativa como sendo “uma autarquia local de grau superior ao município”, e que tem por território uma ilha, propõe a criação de dez regiões em Cabo Verde, duas das quais em Santiago (Norte e Sul).

Inforpress/Fim

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.