Electra anuncia reforço da capacidade de produção de água em projecto avaliado em 21 milhões de euros

23/03/2018 07:25 - Modificado em 23/03/2018 07:25

 O presidente do conselho de administração da Electra anunciou hoje, no Mindelo, que a empresa vai inaugurar, em Agosto, nas ilhas do Sal e São Vicente, novas centrais de produção de água, num investimento de 21 milhões de euros.

Alcindo Mota, que falava à margem da abertura oficial do fórum “Viagem pela dessalinização em Cabo Verde: os 50 anos 1968/2018”, explicou que em São Vicente será inaugurada uma central dessalinizadora com capacidade produtora de 10 mil metros cúbicos de água/dia, o mesmo investimento previsto para a ilha do Sal, na mesma altura.

“Trata-se de um investimento que irá aumentar substancialmente a capacidade de produção e de distribuição em São Vicente e na ilha do Sal”, sustentou a mesma fonte.

Para a Cidade da Praia, actualmente com uma capacidade instalada de produção de água na ordem dos 15 mil metros cúbicos e onde a Electra ocupa-se apenas da produção, Alcindo Mota indicou que a empresa trabalha num plano com vista a que, em 2018, passe a ter a capacidade aumentada em cinco mil metros cúbicos/dia.

Questionado ainda sobre outros desafios da empresa, numa altura em que celebra os 50 anos da decisão de instalar uma dessalinizadora em Cabo Verde, mais precisamente em São Vicente, Alcindo Mota sublinhou que eles relacionam-se com a qualidade da água que a Electra faz chegar aos clientes.

“Também é um desafio prover a quantidade suficiente/desejável aos níveis de água demandada nos mercados onde a empresa actua, em São Vicente, na ilha do Sal e na Cidade da Praia”, concretizou.

.

 

Fonte : Inforpress/

  1. Maria José

    “MpD deveria estar concentrado em governar em vez de atacar a líder da oposição”
    MPD nao ataca ninguem muito menos a lider da Oposicao. Quem é essa crianca mimada e nepotista pensa que é? Ela é que ataca a sua propria pessoa pelas atitudes impensaveis que tem.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.