Instituto Superior de Ciências e Tecnologias Agrárias de Santo Antão a partir 2019/2020

21/03/2018 07:00 - Modificado em 21/03/2018 07:00

O Governo está a trabalhar no processo para a implementação do ensino superior em Santo Antão, com a instalação e entrada em funcionamento, a partir de 2019/2020, do Instituto Superior de Ciências e Tecnologias Agrárias.

O anúncio foi feito, esta terça-feira, no Porto Novo, pelo secretário de Estado da Educação, Amadeu Cruz, que garantiu que o Governo já consensualizou com os municípios de Santo Antão a questão do ensino superior para ilha e está a trabalhar para que o Instituto Superior de Ciências e Tecnologias Agrárias desta ilha esteja instalado até ao final deste mandato.

“O Governo está já a trabalhar no processo conducente à implementação do ensino superior em Santo Antão nos domínios científicos, directamente, relacionados com a vocação da ilha”, adiantou Amadeu Cruz, que falava no encerramento do primeiro fórum sobre o desenvolvimento social do Porto Novo, uma iniciativa da edilidade local, que visa a elaboração do seu plano estratégico de desenvolvimento sustentável horizonte 2030.

Para isso, o Ministério da Educação (ME) conta com a parceria do Instituto Superior da Agronomia de Lisboa, Portugal, que, dentro de pouco tempo, enviará a Cabo Verde catedráticos desse instituto para apoiar este ministério na montagem do modelo de ensino superior que se perspectiva para Santo Antão.

O governante disse acreditar que a partir do ano lectivo 2019/2020, estarão a ser promovidos os primeiros cursos superiores em Santo Antão, abarcando áreas como a agricultura, a água, a floresta, energias renováveis, de entre outras.

Amadeu Cruz anunciou ainda, já a partir do próximo ano lectivo, a entrada em funcionamento da Agência de Regulação do Ensino Superior em Cabo Verde.

“O Governo tem na agenda a criação das condições para a entrada em funcionamento da Agência de Regulação do Ensino Superior, muito provavelmente no início do ano lectivo 2018/2019”, notou o secretário de Estado da Educação, informando que, ao mesmo tempo, o executivo está a trabalhar na reforma do sistema de financiamento do ensino superior, no país, numa “perspectiva da sua sustentabilidade”.

A reforma do sistema de financiamento do ensino superior em Cabo Verde acontecerá numa perspectiva da sua sustentabilidade, mas também da promoção de maior equidade no acesso ao ensino universitário, explicou Amadeu Cruz.

O governante informou ainda que o ME vai iniciar, em breve, um trabalho conjunto com a Universidade de cabo Verde (UNICV), visando a “reapreciação do modelo de organização e funcionamento do ensino superior público”, agora com a integração do Instituto Superior da Educação (IUE) na universidade pública e “tendo em conta ainda a perspectiva do Campus do Mar, em São Vicente, e do alargamento do ensino superior a outras regiões do arquipélago.

Em relação ao ensino técnico profissionalizante, Amadeu Cruz avançou que o ME está  a trabalhar com a cooperação luxemburguesa na elaboração do plano de acção para este tipo de ensino, por forma a que a oferta de mão de obra qualificada esteja sintonizada com o mercado de trabalho.

“Ou seja, pretendemos um sistema de formação técnica e profissional que esteja ao serviço da economia e das comunidades envolventes”, sublinhou.

O secretário de Estado da Educação terminou, esta terça-feira, uma visita de dois dias a Santo Antão, que, além de abordar a questão do ensino superior com as autoridades locais e estruturas do ME, teve ainda como propósito inteirar-se do funcionamento dos centros de transformação agro-alimentar e pecuário da ilha, bem assim da escola técnica do Porto Novo.

 

Inforpress

  1. Maria José

    Jovem ator da companhia de teatro “Fladu Fla” encontrado no Tarrafal.
    E agora Janira Hoffer Almada? Estavas preocupada com o Jovem ou estavas a fazer politiquices? PAICV esta desorientado.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.