África Beauty Queen – Participação de modelo cabo-verdiana no concurso condicionada por motivos financeiros

17/03/2018 16:06 - Modificado em 17/03/2018 16:09
| Comentários fechados em África Beauty Queen – Participação de modelo cabo-verdiana no concurso condicionada por motivos financeiros

A modelo Annieth Graça, de 20 anos, natural de São Vicente foi a escolhida para representar Cabo Verde no concurso Internacional “Africa Beauty Queen”.

Participação que está condicionada por motivos financeiros. “Estamos a bater em todas as portas para que na segunda-feira possamos estar em Lagos” diz a modelo que apela ao contributo dos cabo-verdianos para que possa estar presente no evento e representar o arquipélago.

Modelo da empresa Flash SP em Mindelo, irá concorrer no dia 30 de Março, a um dos maiores concursos a nível de África. O evento conta com 54 concorrentes e será realizado em Lagos, Nigéria.

Para participar no concurso “preciso de todo o vosso apoio para elevar ainda mais o nome de Cabo Verde e da beleza Crioula”, afirma a modelo mindelense.

Seleccionada para pela Flash SP para representar o país, a modelo precisa de complementar o dinheiro da viagem até a Nigéria, onde deverá até estar segunda-feira, depois de ter sido alargado o prazo da sua chegada que deveria acontecer este fim-de-semana.

Em entrevista este online, a jovem conta que é “uma grande oportunidade e uma experiência incrível representar Cabo Verde. Estou muito grata por esta oportunidade que era um dos meus sonhos, tanto que é uma primeira experiência internacional ” afirma a modelo que partilha ainda o seu desejo de dar tudo de si nesta etapa da sua vida que, tem “sido uma correria atrás de patrocínios, agora estamos a lutar para conseguir o montante que falta, já temos tudo, só falta o restante do dinheiro da passagem que é um custo elevado para nós e não temos como pagar o dinheiro de vez” desabafa Annieth que não quer perder esta oportunidade.

E para estar presente tem sido uma “uma luta diária” e devido a esta dificuldade diz que se sente triste, saber que “vamos representar a nossa bandeira e não ter ajuda para que isso aconteça”.

A trabalhar como modelo desde dos 16 anos, diz que a sua escolha deveu-se aos requisitos exigidos pela organização e que os preenche a todos.

Para a directora da Flash SP, Annieth vai fazer uma representação “grandioso” a nível da sua beleza e não só, “temos muito mais que isso, temos ética, respeito conduta, bem-estar, forma de estar e com tudo isso fazer uma representação a um nível bem alto” e por isso as pessoas devem acreditar e ajudar para que isto aconteça.

De acordo com Sílvia Pires a agência já tem uma parte do montante e que para conseguir a outra parte que falta “estamos a mostrar as pessoas que é um grande concurso e uma grande contribuição para o país” e conforme a mesma reitera, “só pelo facto de levar a nossa bandeira para ser hasteado a nível internacional, já é algo em grande”, afirma Pires que acredita que a viagem vai acontecer.

Sobre o que representa esta participação de uma modelo da Flash neste tipo de evento, diz que este é um tipo de concurso que para além de abrir portas para a modelo, também cimenta a posição de Cabo Verde lá fora.,

“E sendo Flash uma empresa de uma empreendedora que já tem três anos no mercado numa luta para impor e mostra o que é a realidade do que é moda cabo-verdiana e acredito veemente que temos potencial e temos que marcar um lugar firme relativamente a beleza Criola, temos modelos com potencial lá fora e aqui dentro que merecem ser reconhecidos, falo de tudo de envolve a moda, é um trabalho árduo, uma luta cansativa e que acreditamos nele” reitera.

A “Africa Beauty Queen” visa identificar uma rainha de beleza que promova a paz e a igualdade entre os africanos através de várias iniciativas.

EC

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.