Morte por negligência: Família da vítima pede 2000 contos de indemnização

7/11/2012 00:27 - Modificado em 7/11/2012 00:27
| Comentários fechados em Morte por negligência: Família da vítima pede 2000 contos de indemnização

O advogado da família de António Coutinho falecido num acidente de viação na zona da Galé pediu ao tribunal que condene o responsável pela morte da vítima a pagar uma indemnização de 2000 contos pelos danos morais causados à família de António Coutinho.

 

Michel Silva, de 25 anos acusado de ter morto de forma negligente um idoso de 71 anos na sequência de um acidente de viação na zona da Galé foi julgado pelo Juízo Crime da Comarca de São Vicente. O caso ocorreu em 21 de Fevereiro de 2010, quando a vítima António Coutinho e a esposa vinham da zona de São Pedro.

Michel conduzia um veículo de passageiros que ao perder o controlo da viatura foi embater no lado esquerdo do carro onde seguia o casal. António Coutinho sofreu lesões na cabeça e faleceu no local do acidente, devido a um traumatismo craniano. Questionado em tribunal sobre as causas que originaram o acidente, o arguido respondeu que a colisão entre os veículos se deveu à explosão de uma roda dianteira.

O arguido afirmou que a partir desse instante perdeu o controlo da viatura, pelo que não conseguiu utilizar a travagem mecânica. O certo é que o veículo só parou a mais de 67 m do local da colisão mas, segundo o relatório da Brigada de Trânsito, a falta de sinais no pavimento evidenciaram que nenhuma roda do carro explodiu antes da colisão.

 

Alegações

A defesa de Michel contrapôs o relatório policial e assegurou que os sinais existentes no veículo de passageiros atestam a tese da explosão da roda. Por seu lado, a representante do Ministério Público disse que o arguido violou as regras de trânsito, uma vez que circulava com excesso de velocidade.

De acordo com a procuradora, o jovem deve ser punido segundo a sua culpa, já que do acidente resultou uma vítima mortal. A representante do MP pediu a aplicação de uma pena acessória e de uma medida adequada às circunstâncias do caso. Mas este online soube que o mais provável é que no dia 20 de Novembro, o tribunal aplique uma pena suspensa ao arguido e ordene o pagamento de uma indemnização.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.