Governo esclarece que vai continuar a CV Fast Ferry

14/03/2018 07:11 - Modificado em 14/03/2018 07:11
| Comentários fechados em Governo esclarece que vai continuar a CV Fast Ferry

Para o Governo, as palavras do Ministro da Economia Marítima sobre a participação da Cabo Verde Fast Ferry no processo de concurso para a concessão única de transporte marítimo de pessoas e cargas, foram retiradas do contexto e utilizadas incorrectamente. Neste sentido, sentiu a necessidade de esclarecer, adiantando que continua à procura de uma solução segura, de qualidade e com menos custos para o Estado. Com este objectivo, traçou o plano de um modelo de concessão única de serviço público de transportes marítimos “que será subsidiado até chegar ao ponto de equilíbrio operacional”.

Sobre a concessão única, o Governo avança que o mercado continuará aberto aos actuais armadores que terão um prazo “razoável” na lei para reunirem as condições técnicas e de segurança marítima, “caso optem por não fazer parte dos vinte e cinco por cento da concessão única”.

“Quanto à Empresa CVFF, o Governo de Cabo Verde tem disponibilizado sempre todo o apoio referente às orientações e atribuições de somas avultadas para a reparação dos navios Praia d’Águada, Krioula e agora Liberdadi, a fim de assegurar que a companhia continue a prestar um serviço operacional de transportes marítimos inter-ilhas nas rotas servidas”, como afirma em comunicado. Neste particular contexto, reconhece como importante o trabalho da CVFF na ligação da ilha da Brava que, de momento, não tem outra alternativa.

Para as ligações das ilhas a Sul do país, avança que continua a dar o apoio necessário para a CVFF continuar a prestar o serviço, “até que sejam encontradas soluções iguais ou melhores e com condições de maior sustentabilidade económica e financeira”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.