Aumento das tarifas da água e energia  complica mais a sobrevivências das residenciais

12/03/2018 07:17 - Modificado em 12/03/2018 07:17

As tarifas da água e energia  aumentaram na última semana. Uma preocupação a mais para as pessoas. Procurámos uma reacção sobre o aumento junto das residenciais, sabendo que é um negócio onde a necessidade de energia e de água é um requerimento básico. Pode depender dos clientes em termos de poupar ou não. Em contacto com três residenciais sobre as tarifas da água e da electricidade, o sentimento é que o aumento das tarifas nunca é positivo.

Os responsáveis das unidades manifestaram a própria preocupação perante o aumento dos preços.  Manuel Inocêncio, da Residencial Beleza, manifesta muita preocupação com o aumento, uma vez que considera que as tarifas “já eram altas”. Para este proprietário “tem sido difícil  sobreviver no negócio das residenciais em Cabo Verde. Cada dia está tudo mais caro”. O mesmo não se restringe apenas às tarifas incluindo também as taxas pagas. Para ele, o aumento é negativo.

Na residencial Mix existe preocupação e realçam a necessidade de se tentar fazer um controlo mais apertado. Neste contexto, um dos responsáveis afirma que quando a factura passa para a categoria superior de consumo, a mesma torna-se “exorbitante”. E o esforço é feito para manter o consumo dentro dos limites, como medida para pagar menos. Com o aumento das tarifas o sentimento não é positivo, mesmo afirmando que as taxas têm de ser pagas.

O sentimento de responsabilidade em pagar as facturas e as taxas faz com que os responsáveis da Chez Lutcha não se preocupem com o montante a pagar, ainda que o mesmo seja elevado, com números que rondam os seis dígitos.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.