O processo de Fundo de Ambiente está a ser investigado pelo MP desde  2015

9/03/2018 02:27 - Modificado em 9/03/2018 02:27
| Comentários fechados em O processo de Fundo de Ambiente está a ser investigado pelo MP desde  2015

O Ministério Público cabo-verdiano  de “fraca colaboração” das instituições públicas na entrega de documentos e na resposta às diligências de algumas das principais investigações, nomeadamente as do Fundo do Ambiente e gestão da transportadora aérea TACV.

Em resposta a um conjunto de perguntas da agência Lusa, a Procuradoria-Geral da República fez um ponto de situação sobre as principais investigações relacionadas com empresas e organismo da administração pública, assinalando a “fraca colaboração” das instituições públicas solicitadas pelo Ministério Público.

O processo de Fundo de Ambiente está a ser investigado pelo Ministério Público, desde agosto de 2015, por alegadas irregularidades na atribuição das verbas a organizações não-governamentais, por parte do ministério do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território do Governo do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), agora na oposição.

“O processo continua em investigação, tendo sido prorrogado o prazo inicialmente fixado, na sequência de pedido fundamentado dos magistrados titulares, cujos argumentos apresentados foram considerados atendíveis e suficientes”, adiantou a PGR.

“As principais dificuldades continuam a ser a fraca colaboração de instituições nacionais, cujas respostas não têm sido atempadas e, quando há, são, na maioria das vezes, incompletas”, acrescenta.

O Ministério Público assegura, no entanto, que “fará uso de todos os mecanismos legalmente previstos para levar avante a estratégia definida com vista ao apuramento dos factos indiciados”.

 

Fonte : Lusa

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.