Ser pessimista afinal é positivo

2/03/2018 01:42 - Modificado em 2/03/2018 01:42
| Comentários fechados em Ser pessimista afinal é positivo

Quantas vezes já ouviu que se tiver pensamentos positivos algo fantástico irá acontecer? E há de facto estudos que indicam que uma atitude positiva contribui para uma saúde melhor e bem estar geral. Porém, há um tipo de pessimistas que é tão ou mais feliz…

Os investigadores sugerem que o ‘pessimismo defensivo’ é uma estratégia utilizada por indivíduos que sofrem de ansiedade e que a utilizam para gerirem essa ânsia, que de outro modo poderia deixá-los petrificados e incapazes de seguirem os seus objetivos.

Este tipo de pessimistas têm expetativas baixas para situações como a quantidade de anos que irá viver ou se vai ou não ser contratado para aquele emprego. E visualiza os detalhes de tudo o que poderá correr mal, imaginando o pior cenário possível. Todavia, esta perspetiva considerada por muitos como ‘dantesca’, dá ao pessimista um plano de ação de forma a garantir ou a tentar evitar todos os ‘azares’ que concebeu na sua mente. Isto significa por exemplo, ter mais cuidado com a sua saúde ou preparar-se antecipadamente para a tal entrevista de emprego. Talvez por se sentirem mais preparados, estudos indicam que também são mais confiantes.

Os benefícios do ‘pessimismo defensivo’ também se manifestam na performance dos indivíduos. Um estudo demonstrou que ao serem instigadas a estarem de bom humor, estas pessoas não realizaram as tarefas que lhes tinham sido incumbidas tão eficazmente, como completar vários puzzles. Contudo, quando lhes foi dito para imaginarem como um determinado cenário poderia ter resultados negativos provocando um sentimento de mau humor naqueles indivíduos, a sua performance melhorou significativamente. Comprovando que os ‘pessimistas defensivos’ usam o seu mau humor como ‘combustível’ no dia a dia e para serem bem sucedidos.

Estas pessoas também estão mais habilitadas para receberem más notícias, porque já as esperam. Ou seja, se o ‘pessimista negativo’ não for contratado para aquele emprego a sua reação será muito mais calma (lá está positiva) e terá menos impacto na sua saúde, comparativamente às pessoas mais otimistas.

Estarem preparados para o pior, também se manifesta positivamente na saúde dos ‘pessimistas defensivos’. Apesar de se preocuparem talvez em excesso com a sua saúde, comparativamente aos otimistas, também tomam mais medidas preventivas para não adoecerem e ao detetarem sintomas estranhos demoram menos tempo procurar um médico ou especialista.

Quando sofrem de doenças crónicas, também são melhores pacientes já que têm uma visão mais realista do futuro e conseguem mais facilmente por em prática as recomendações do médico, por mais ‘duras’ que sejam.

De acordo com a ciência, o que diferencia os ‘pessimistas negativos’ de outros indivíduos, é a forma resiliente com a qual lidam com situações difíceis. Em vez de evitarem os problemas, estes pessimistas usam as suas expetativas negativas para se motivarem e se sentirem mais em controlo da sua vida.

 

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.