Documentos revelam que jovem tentou matar Isabel II

2/03/2018 01:33 - Modificado em 2/03/2018 01:33

Um caso que ocorreu em 1981 e que foi tratado de forma discreta.

Foram divulgados documentos que confirmam que Isabel II sobreviveu a uma tentativa de homicídio em 1981.

Os mesmos adiantam que foi um jovem, Christopher Lewis, que na altura tinha 17 anos, disparou contra a rainha durante uma visita à cidade de Dunedin, Nova Zelândia,

“Lewis, de facto, pretendia assassinar a rainha. No entanto, não tinha um alvo adequado de onde disparar, nem uma arma suficientemente potente para alcançar o alvo”, lê-se nos documentos que foram enviados à Reuters.

Os mesmos adiantam ainda que o jovem, descrito como “perturbador”, não foi acusado de tentativa de homicídio, mas sim por posse ilegal de arma e de descarga de uma arma de fogo. O incidente foi minimizado para evitar constrangimentos ao país que acolhia a rainha.

“As investigações policias sobre o tiro foram realizadas de forma discreta” e os órgãos de comunicação social não se aperceberam da origem do ruído do disparo.

Mais de uma década após o incidente, Lewis foi acusado do assassinato de uma mãe e o sequestro da filha da mesma.

De acordo com as informações avançadas na altura, Christopher cometeu suicídio quando estava na prisão a aguardar juramente, em 1997.

  1. A.M.C

    *aguardar julgamento
    Favor corrigir o texto

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.