Angola: fortes chuvas já provocaram cerca de dez mortos em Luanda

28/02/2018 02:13 - Modificado em 28/02/2018 02:13
| Comentários fechados em Angola: fortes chuvas já provocaram cerca de dez mortos em Luanda

As fortes chuvas que caem em Luanda desde Janeiro já causaram vários danos humanos e materiais e as previsões indicam que as quedas de chuva se prolongarão por mais três meses.

De acordo com a agência de notícias portuguesa Lusa, desde o mês de Janeiro que Luanda vive períodos alternados de fortes chuvas com centenas de famílias desalojadas, apontando que só as chuvas caídas entre 13 a 19 de Fevereiro provocaram a morte de, pelo menos, dez pessoas, para além de milhares de casas inundadas, isto em conformidade com os dados avançados pela Protecção Civil.

Segundo os dados do Comando Provincial de Luanda do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, só as fortes chuvas caídas no dia 17 de Fevereiro provocaram a morte de cinco pessoas e mais de 2.000 inundações em residências. Ainda de acordo com a mesma fonte, na segunda-feira, 19, o balanço da instituição relaciona o tempo com a morte de três menores, inclusive a morte de duas crianças de três e de cinco anos, vitimas de afogamento no Bairro Belo Monte, município de Cacuaco, quando a residência em que se encontravam sozinhas ficou inundada com mais de meio metro de água. Juntam-se ainda a estes trágicos incidentes, a morte, no mesmo dia, de uma adolescente de 15 anos, vítima de electrocussão.

De realçar que este período de fortes chuvas em Luanda teve início na noite do passado dia 13 de Fevereiro, com pelo menos dois mortos e inundações em 2.200 casas da capital angolana. Num período conturbado, o governo provincial de Luanda suspendeu as autorizações de férias para todos os funcionários que exercem cargos de administração, direcção e chefia até 20 de Maio, isto devido à previsão da continuação do período de fortes chuvas na capital, de modo a poderem dar melhor acompanhamento aos “infortúnios”, acrescenta a mesma fonte.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.