Paulo Rocha: “Confiamos nas nossas polícias e estou convencido de que iremos resolver este mistério dos desaparecimentos”

27/02/2018 00:44 - Modificado em 27/02/2018 00:44
| Comentários fechados em Paulo Rocha: “Confiamos nas nossas polícias e estou convencido de que iremos resolver este mistério dos desaparecimentos”

O ministro da Administração Interna, Paulo Rocha,   afirmou  no Parlamento que cabe ao Ministério Público  decidir  sobre   a vinda de operacionais estrangeiros para apoiar o país na investigação sobre do desaparecimento de crianças . Da parte do Ministério da Administração Interna , o ministro  diz que “Confiamos nas nossas polícias e estou convencido de que iremos resolver este mistério e dar tranquilidade ás pessoas”.

De Agosto de 2017 a esta parte  desapareceram na ilha de Santiago  cinco crianças e uma adulta.  Em São Vicente existem  oito pessoas , entre estas duas crianças , desaparecidas.

O mais recente caso aconteceu de desaparecimento  a 3 de Fevereiro, quando Clarisse Mendes (Nina), de 9 anos, e Sandro Mendes (Filú), de 11, saíram de casa por volta das 17:00, em Achada Limpo, para irem comprar açúcar, em Água Funda, nos arredores da Cidade da Praia, e não regressaram.

Segundo Paulo Rocha, o desaparecimento de crianças constitui uma “preocupação especial”, pelo que as autoridades competentes “não têm poupado esforços no sentido de se esclarecer os factos”.

O ministro reconheceu que tal como acontece em outras partes do mundo, a investigação sobre o desaparecimento de pessoas é “complexa” e, por isso, referindo-se ao caso concreto de crianças desaparecidas em Cabo Verde, deixou transparecer que a descoberta dos criminosos está a levar um tempo que, infelizmente, os familiares e a sociedade em geral não entendem.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.