Ministra Maritza Rosabal: alargar actuação das instituições ligadas à criança para a questão dos desaparecimentos

21/02/2018 23:37 - Modificado em 21/02/2018 23:40
| Comentários fechados em Ministra Maritza Rosabal: alargar actuação das instituições ligadas à criança para a questão dos desaparecimentos

A Ministra da Família e Inclusão Social, Maritza Rosabal, durante a reunião ordinária do Comité Pró-Criança e Adolescente, lança o desafio para que o comité possa alargar a sua área de actuação, pedindo para que sejam incluídos os casos de desaparecimento de crianças, tema que tem sido de preocupação para as pessoas que solicitam respostas ao fenómeno.

Mesmo que o comité esteja voltado para as questões de abuso sexual contra crianças e adolescentes, “que é uma realidade no país”, como avança a Ministra, as autoridades têm de agir. “Agir inclusive propondo questões que têm a ver com o quadro legal em que estes crimes são enquadrados e como são enquadrados”.

Mas, reconhece que se está perante situações novas. “Temos outros factos como o caso dos desaparecimentos das crianças, que são um novo elemento e temos de ter cuidado como os factos são encarados”, sublinha. As medidas para solucionar a questão são, para a Ministra, de extrema importância e a mesma instiga os intervenientes no sector da educação e da família a agirem.

Até agora, a orientação tem sido no sentido das escolas estarem atentas às crianças que estão muito tempo sem a supervisão de adultos, para ficarem mais tempo nas escolas. “Mas temos de fazer também um trabalho nos próprios bairros tendo em conta que as crianças têm desaparecido num contexto urbano, com muitas pessoas a circularem e temos de estar mais atentos, mais vigilantes”, alerta.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.