Ministério da Saúde investiga duas mortes que podem estar relacionadas com complicações respiratórias

19/02/2018 17:50 - Modificado em 19/02/2018 17:50

Cabo Verde está a enfrentar um surto anormal de gripe, com muitas pessoas a procurarem os serviços hospitalares. Evento causado por uma vaga fora de comum de frio que está a afectar mais as ilhas de Santo Antão e São Vicente.

A informação foi avançada pela directora nacional da Saúde que confirmou esta segunda-feira que já foram registadas duas mortes. E que as autoridades de saúde estão a investigar se as mortes estão ligadas a este anormal surto de gripe.

A mesma avança ainda que não é a gripe que tem causado as mortes, mas o facto deixa deixar o organismo muito mais suscetivel a adquirir a infecção, que só mata se não for cuidada e tratada como deve ser.

Obtidos registados, no entanto conforme assegura em pessoas em idades mais vulneráveis. O Ministério de Saúde está a investigar, segundo a mesma fonte citada pela RCV, para saber se foram causadas pela pneumonia ou por alguma deficiência respiratória.

Em relação a casos de gripe, Maria da Luz Lima diz que é normal nesta altura do ano surgirem mais casos de gripe e que podem afectar de forma mais severa as pessoas mais vulneráveis, principalmente crianças, terceira idade e pessoas com doenças crónicas.

A principal causa de morte entre as doenças infecciosas é a pneumonia. Por isso, apela a população a ter mais cuidado.

A gripe é causada por um vírus altamente infectante. Já a pneumonia é uma infecção nos pulmões causada por baterias e vírus, na maioria dos casos pneumococo. Apesar das duas doenças terem os sintomas bem-parecidos a febre pneumónica pode ser mais alta e duradoura.

Maria da Luz Lima aconselha ainda a prevenção como melhor forma de se evitar a doença. Já que a gripe é uma das doenças mais infeccionas que existem, já que se transmite facilmente a outras pessoas. Recomenda que andem bem agasalhadas, entre outros cuidados a ter e garante que os serviços de saúde estão preparados para dar resposta a este surto de gripe.

  1. Herdeiros NV Vicente

    Estou a ler um artigo que diz que os trabalhadores dos TACV (150 a 200 trabalhadores) serao deslocados para a Ilha do Sal com um subsidio de instalacao superior a 1.100.000 contos (um milhao e cem mil escudos caboverdianos) com recurso ao Tesouro Publico e pergunto porque. Porquê o Tesouro Publico? Porque nao a parceira estratégica dos TACV? Porque o Governo nao acautelou isso?
    Por outro lado, porquê tanto dinheiro? Nem os diplomatas que saem do seu país para instalar um novo lar num país estrangeiro / desconhecido muitas vezes, levam tanto dinheiro, chegando a dormir os primeiros meses no chao, num colchao no chao porque o subsidio que levam nao da para instalacao.
    Alguma coisa nao bate certo neste nosso cabo Verde. Vamos ver no que isto vai dar…!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.