Grupos elevam o desfile para um nível de excelência: que o júri não estrague a festa

14/02/2018 04:01 - Modificado em 14/02/2018 04:01
| Comentários fechados em Grupos elevam o desfile para um nível de excelência: que o júri não estrague a festa

Quatro grupos, quatro desfiles nesta Terça-feira voltou a mostrar que esta é uma das festas mais populares de São Vicente e também uma das mais “espetaculares”. Com milhares de pessoas a responderem ao chamado e descer à cidade para assistir aos desfiles com muita alegria, brilho, criatividade, folia, fantasia e diversão. Os quatros grupos destacaram-se pela qualidade dos trabalhos e por centenas de figurantes que desfilaram bem trajados.

Apesar de grandes desfiles as atenções e os aplausos estiveram mais centrados nos dois grupos que nos últimos anos têm-se revezado na conquista do título de campeão.

O grupo Monte Sossego, com uma ruidosa batucada e ao ritmo do samba enredo entrou pela rua de Lisboa, com ímpeto de quem quer conquistar o seu 11º título de campeão do carnaval de São Vicente nesta que foi   a sua 19ª participação na festa do Rei Momo.

Vice-campeão do carnaval de São Vicente, com o enredo “As Grandes Civilizações”,  e com a música “Nação Montsú”, o grupo demorou pouco mais de uma hora a fazer a sua passagem pela Rua de Lisboa, onde foi bastante ovacionada pela multidão  presente logo a entrada do “sambódromo” mindelense. Algo que veio a se repetir ao longo do desfile.

Com três carros alegóricos e 13 alas, o grupo Vindos do Oriente veio com a ambição de revalidar o troféu de campeão num desfile pela “África – berço da humanidade”. Foi o terceiro a desfilar e superou todas as espectativas dos espectadores que apesar de estarem acostumados nos últimos anos com os desfiles do grupo, não ficaram indiferentes ao que lhes foi apresentado, um desfile cheio de brilho, criatividade organização de quem desfila para ganhar.

A presidente do grupo. Lili Freitas durante o desfile mostrou-se bastante agradecida pelo apoio e também pela aprovação do público que segundo a mesma “foram espetaculares”.

Ainda antes de Vindos do Oriente, Cruzeiros do Norte fez a sua entrada do Sambodromo também com três andores e uma multidão de foliões dividida em doze alas, sendo a comissão da frente liderada pelas figuras do teatro mindelense, encabeçada do por João Branco e Janaina Alves, que aliás assumiram já alguns anos a responsabilidade de dar entrada na Rua de Lisboa com a “utopia”, coma abertura da caixa de pandora e de onde em vez de sair os temidos demónios, uma libertação de alegria e entusiasmo, com o enredo “As misérias humanas e sobreviver – do ponto de vista do cabo-verdiano”.

Um desfile que fala da estratificação social das dificuldades que os mais necessitados enfrentam. Mas tudo isso com muita alegria e com uma enorme sede de vencer, que tem sido uma das ambições do grupo, que nos últimos anos tem conseguido apenas o terceiro lugar e ver a disputa entre os grupos de Monte Sossego e Vindos do Oriente. Este ano o objectivo, segundo a organização é lutar pelo primeiro lugar.

Carros alegóricos – “A maquina burocrática”, “O passado vergonhoso do homem” “O impacto na sociedade cabo-verdiana”.

Por fim  Flores do Mindelo, com o enredo “Brincadeiras de outrora” e muito brilho e criatividade á mistura no seu desfile “brincou” pelas ruas de Mindelo com uma alegoria bem contada e que também esteve retratada em todas as alas, ao todo 14 e três carros alegóricos.  Este ano o grupo apostou nas brincadeiras tradicionais e foi isso que apresentou na avenida e que mereceu aplausos dos presentes que apreciaram o esforço e a dedicação do grupo que fechou os desfiles dos quatro blocos carnavalescos.

Igualmente bem, com um colorido deu vida a sua alegoria bem montada e estruturada.

Todos os grupos desfilaram com três carros alegóricos.

No fim todos os presentes já tinham feito as suas escolhas, no entanto os jurados deste ano, aliás como tem sido hábito, não terão tarefa fácil nesta noite discussão dos resultados.

Antes dos desfiles oficiais vários grupos de animação também fizeram os seus desfiles apresentando trabalhos criativos a concorrer pelo prêmio “Kakoi” 2018.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.