Crianças desaparecidas: estado de alerta e falta de informações leva população  a criar falsos alarmes

8/02/2018 23:12 - Modificado em 8/02/2018 23:12
| Comentários fechados em Crianças desaparecidas: estado de alerta e falta de informações leva população  a criar falsos alarmes

Na manhã desta quinta-feira, na Cidade da Praia, foi lançado um alerta de um possível rapto por parte de um cidadão estrangeiro que possivelmente estava na posse das duas crianças dentro de um “van”.

Um vídeo postado no Facebook dava conta desta situação e a polícia foi chamada ao local onde veio a constatar que se tratava apenas de uma avaria na viatura. Segundo comentários do vídeo, os cidadãos chineses estavam em três carros e quando foram surpreendidos, dois deles fugiram acabando por ficar apenas um.

O referido caso aconteceu no bairro da Achadinha e, segundo uma reportagem do canal da televisão nacional, tratava-se de uma avaria na viatura, por isso, é que estava parada no local à espera de reboque.

No meio da onda de pânico que se está a espalhar pelas ilhas sobre os desaparecimentos, uma vez que as autoridades competentes ainda não possuem nenhuma pista sobre os casos, a população apela às autoridades para manterem o público informado sobre o que está a acontecer no país.

“Provavelmente este tipo de informações e de especulações irá continuar a circular, porque as pessoas estão desconfiadas e sempre que virem uma situação considerada estranha, vão agir desta forma, o que também pode ser normal, devido à falta de resultados por parte das autoridades, principalmente na ilha de Santiago onde está o foco neste momento, mas é preciso acreditar no trabalho da Polícia. A situação é estranha, porque não existe uma pequena pista que possa indicar o caminho das investigações”, afirma uma fonte policial.

De acordo com esta mesma fonte, apesar destes casos terem passado a ocupar recentemente a atenção da população, as autoridades estão engajadas na resolução dos mesmos. O apelo é que a Polícia desminta as situações de falso alarme, de forma a não deixar nenhuma dúvida aos cidadãos.

“O povo tem todo o direito de acreditar em qualquer especulação enquanto a Polícia não provar o contrário”, diz um cidadão.

A nossa fonte policial destaca que esse tipo de especulação deixa as pessoas cada vez mais em pânico e existe a possibilidade de prejudicar as investigações, já que accionamentos da população sobre essas ocorrências acabam por tirar o foco das autoridades do que é preciso realmente ser feito.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.