Abrão Vicente  : “a compra da ex-casa de Cesária Évora por   50 mil contos  é  insuportável para o Estado”

7/02/2018 00:23 - Modificado em 7/02/2018 00:23

O ministro Abraão Vicente considerou hoje, no Mindelo, “insuportável para o Estado” comprar a casa de Cesária Évora, pelo montante de 50 mil contos para ali instalar um museu com o nome da cantora.

O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas lembrou, em declarações à RCV, que, para além do “preço insuportável” apresentado ao Governo, há, por outro lado, custos ligados à montagem do museu Cesária Évora.

“A proposta que nós recebemos é incomportável para o ministério e para o Estado neste momento”.

Por isso, acrescentou, tem que haver “um esforço” de todos os lados, pois, para além de comprar a casa, há que montar todo o projecto museológico, pelo que se trata de um projecto que ainda está “em banho-maria”.

“É preciso uma vontade do Estado, é verdade, porque Cesária Évora é um atributo do Estado, mas tem que haver aqui uma congregação de vontades, da câmara de São Vicente, que já se disponibilizou, e é preciso montar bem um projecto que não seja apenas mostrar as coisas da Cesária”, sintetizou Abraão Vicente.

“É preciso montar um projecto que seja referência a nível internacional é para isso que estamos a trabalhar”, concluiu o ministro.

Fonte : inforpress

  1. Figueiral

    Bem merecida e louvável homenagem. A verdade que se diga e descomplexadamente.
    Creio sem cair no erro de exagerar que nenhuma figura cabo-verdiana, seja ela da política, da cultura, da literatura, das artes ou de qualquer outro ramo conseguiu antes de Cesária projectar Cabo Verde na cena internacional. Graças a Cesaria Cabo Verde passou a ser conhecido como Pais no Mundo.
    Podemos afirmar sem dúvida que para Cabo Verde e para os cabo-verdianos existem dois períodos distintos: – O período antes de Cesária e o período depois de Cesaria.
    Chapeau!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.