O Cancro mata cerca de 600 pessoas  por ano

5/02/2018 00:51 - Modificado em 5/02/2018 00:51

Em Cabo Verde, o cancro – na sua mais diversificada forma -, mata cerca de 600 pessoas por ano, segundo dados do Ministério da Saúde que destacam o cancro da mama, da próstata, do colo do útero e do estômago, como os mais fatais.

Em declarações à Infropress, no âmbito do Dia Mundial contra o Cancro, que se assinala a 04 de Fevereiro, a especialista em oncologia no Hospital Dr. Agostinho Neto, Hirondina Borges, considerou “preocupantea situação da doença no país.”

“No país constata-se a cada dia que temos mais casos de cancro, pelo que é necessário desmistificar algumas das ideias pré-concebidas sobre a doença e informar sobre factos reais da patologia”, disse a especialista.

Em Cabo Verde, o cancro representa a primeira causa de morte com um índice anual crescente, sendo que o cancro de mama é a segunda maior causa de morte entre as mulheres

  1. Fiat Lux

    A situação é extremamente preocupante e quem de direito deve fazer qualquer coisa, pois urge saber as causas desse aumento exponencial de mortes devido ao cancro. As pessoas estão alarmadas e quase todas já têm uma pessoa amiga ou parente que foi vítima dessa doença. A situação configura-se como uma chuva de espadas fatais e nós pobres mortais ficamos na expectativa da incógnita de saber quem vai ser o próximo. Será da nossa alimentação? Será da água que consumimos? Será das ondas eletromagnéticas que nos cercam cada vez mais? Será do uso do micro-ondas e de outros eletrodomésticos? Nós, povo anónimo, precisamos que quem de direito faça um estudo e nos esclareça.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.