Crimes de roubo e receptação, envolvidos conhecem sentença no dia 21 de Fevereiro

2/02/2018 01:39 - Modificado em 2/02/2018 01:39
| Comentários fechados em Crimes de roubo e receptação, envolvidos conhecem sentença no dia 21 de Fevereiro

Em continuação do julgamento desta terça-feira, a defesa dos três jovens acusados dos crimes de roubo pede a absolvição dos acusados dos crimes de roubo cujas dúvidas prevalecem sobre os defesos. No entanto, em relação aos crimes cujos factos foram provados, que justiça seja feita, tendo em conta o bom entendimento do juiz.

Os três suspeitos residentes na zona de Ribeira de Craquinha respondem por diversos crimes de roubo, sendo que dois deles se encontram encarcerados na Cadeia da Ribeirinha. Stiven, um dos arguidos, cumpre, neste momento, dois anos e dois meses de pena efectiva e o outro, Erickson, está em prisão preventiva.

De acordo com o processo, o arguido Erickson responde por oitos crimes de roubo de coisas e quatro crimes de roubo a pessoas. Por sua vez, Stiven também responde por cinco crimes de roubo de coisas e cinco crimes por roubo a pessoas. O terceiro arguido, Liliano, responde pelo crime de roubo a pessoas. A juntar a estes, o crime de ofensa à integridade física imputado a todos.

Nos crimes de roubo a pessoas, nos casos específicos do assalto ao cidadão estrangeiro e a duas estrangeiras no Monte Verde que supostamente foram cometidos por Erickson, a defesa adianta que não existe base de fundamentação destas acusações já que durante a audiência de julgamento não se conseguiu provar que foi ele o responsável pelos crimes e, pela dúvida levantada, em caso de dúvida, decide-se a favor do réu, por isso, pede a absolvição dos arguidos para a maioria dos crimes de que são acusados, uns em conjunto com o Stiven, excepto o caso da Lixeira Municipal de São Vicente, cometido em conjunto com o Stiven e o Liliano.

Em relação a outros casos, como o roubo num contentor no Norte de Baía, a defesa considera, no entanto, que existem bases para a acusação dos dois indivíduos, Erickson e Stiven, em cumplicidade com outro jovem, o Nuno.

O Segundo Juízo Crime do Tribunal da Comarca de São Vicente volta a reunir-se no próximo dia 21 de Fevereiro para a leitura da sentença. Num caso com outros envolvidos do crime de receptação e que segundo a defesa de cada um, não existem motivos para uma acusação, uma vez que não se conseguiu provar durante a audiência de julgamento que estes sabiam da natureza dos objectos adquiridos e que não tiveram nenhum ganho patrimonial com eles. São catorze pessoas a responder pelo mesmo crime.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.