“Rappers Unid” no mês internacional do hip hop

2/11/2012 00:53 - Modificado em 2/11/2012 00:53
| Comentários fechados em “Rappers Unid” no mês internacional do hip hop

O mês de Novembro é o Mês Internacional do hip hop e o movimento Rappers Unid no Mindelo, sob o lema “hip hop forma de vida”, já tem calendarizada uma série de actividades para marcar a efeméride. As actividades têm o objectivo de mostrar os diferentes elementos da cultura hip hop e de “levar às pessoas o conhecimento sobre a cultura”.

 

Como explica Eder Almeida, Kuarta K, o hip hop “é uma cultura grande” e com este mês pretende-se “mostrar que não é algo desvalorizado, é hoje uma cultura forte”.

A data já tinha sido comemorada no passado apenas com actividades pontuais, mas é a primeira vez que assume esta dimensão com actividades a desenrolar durante todo o mês. As actividades que vão ser desenvolvidas têm o objectivo de difundir os elementos menos conhecidos da cultura, como a dança (breakdance), a pintura (grafite) e a história do hip hop.

Estão previstas palestras, filmes e tertúlias, encontros entre rappers, torneio de basquetebol e concertos sendo um deles de beneficência no dia 11 de Novembro.

Dj Letra, um dos organizadores e um dos nomes mais conhecidos do universo hip hop cabo-verdiano, defende que a cultura está bastante desenvolvida na ilha pois todos têm contribuído para que ela tenha a imagem que tem hoje. E diz que a cultura hip hop está dentro da cultura cabo-verdiana. Apesar dos primeiros rappers terem aparecido na década de 80 em Cabo Verde, para Letra os indícios da cultura hip hop na cultura cabo-verdiana remontam ao ano de 1951.

Apesar de sentir a falta de apoios, Dj Letra vê o lado positivo, pois o movimento tornou-se auto-suficiente, buscando soluções para as dificuldades ao longo dos tempos. As comemorações iniciam no dia um de Novembro com a exposição “raptrospectiva”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.