Adeptos invadiram treino e agrediram jogadores do Vitória de Guimarães do cabo-verdiano Heldon

18/01/2018 00:42 - Modificado em 18/01/2018 00:42

Os episódios do treino do Vitória Sport Clube onde milita o internacional cabo-verdiano Heldon, aconteceram na manha desta quarta-feira, com cerca de 30 adeptos do clube a invadirem o complexo desportivo de treino da equipa, registando-se confrontos físicos.

Os adeptos do clube num momento menos bom da equipa na liga, onde ocupa a nona posição com 18 pontos, entraram nas instalações do clube e tiveram acesso ao relvado onde o treino decorria a porta fechada, pedindo satisfações para os comandados de Pedro Martins sobre o momento actual da equipa, inclusive o despedimento do técnico. Ora com os ânimos exaltados como relata várias agências de notícias portuguesas, alguns jogadores como são os casos do Peruano Hurtado e do Costa-Marfinense Tallo, fizeram frente aos adeptos e na sequência com os ânimos exaltados seguiram-se momentos de tenção com alguma agressões de ambas as partes.

Com os ânimos acalmados e com os adeptos já fora do Complexo Desportivo Dr. António Pimenta Machado, o treino foi cancelado. Contudo não é a primeira vez esta época que os adeptos do clube vimaranense se deslocam ao centro de treinos da equipa, para pedirem satisfações a equipa, mas desta feita os ânimos exaltaram-se. Contudo passados algumas horas do ocorrido o clube num comunicado diz que “repudia veemente o comportamento de alguns indivíduos que invadiram a Academia do clube, numa clara tentativa de intimidação do grupo de trabalho”, vincando que em nenhum momento o clube vai tolerar tais comportamentos, e que vão ser tomadas de imediato todas as medidas legais ao seu dispor, “de forma a identificar e os que praticaram este acto vil”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.