Cibercrime: Arguidos acusados de coação, chantagem e agressão sexual optaram pelo silêncio

18/01/2018 00:22 - Modificado em 18/01/2018 00:29
| Comentários fechados em Cibercrime: Arguidos acusados de coação, chantagem e agressão sexual optaram pelo silêncio

Prossegue na cidade da Praia o primeiro julgamento de um cibercrime , os dois arguidos  que são acusados pelo Ministério Público terem cometido vários crimes de ameaça de morte, coação, chantagem e agressão sexual optaram pelo silêncio nas sessões de julgamento realizadas até agora .

De acordo com  a acusação, os dois irmãos, Rui e Flávio, atraíam as suas vítimas com recurso a vários perfis falsos, criados no “Facebook”.  )São acusados de factos que o MP acredita terem acontecido em Março de 2017. Isto após a denúncia de uma das vitimas, tendo o Tribunal da Praia decretado prisão preventiva aos dois arguidos. Estes aguardavam o desenrolar do processo em prisão preventiva, mas no mês de Novembro, Rui e Flávio Lopes, foram postos em liberdade por ter terminado o prazo em que deveriam permanecer em prisão  preventiva

Recorde-se que os dois arguidos, suspeitos de vários crimes de ameaça de morte, coação, chantagem e agressão sexual, que aguardam o julgamento em liberdade, haviam solicitado uma Audiência Contraditória Preliminar “ACP”, que estava agendada no dia,05, de Dezembro de 2017, no Tribunal Judicial da Comarca da Praia. Mas horas antes os advogados dos mesmos entraram com um pedido da desistência, junto ao juiz do processo. Agora o caso está em julgamento.

 

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.