“Operação Zorro”: Os velejadores sabiam que transportavam cocaína ou caíram numa armadilha?

14/01/2018 23:45 - Modificado em 14/01/2018 23:45
| Comentários fechados em “Operação Zorro”: Os velejadores sabiam que transportavam cocaína ou caíram numa armadilha?

O programa de investigação “ Fantástico” da Rede Globo – Brasil emitiu, neste domingo, 14, uma reportagem sobre a história, divulgado em primeira mão por  este online, de três velejadores Brasileiros e um francês que alegam que caíram numa armadilha depois do yate que trouxeram do Brasil foi descoberto com 1157 quilos de cocaína na Marina do Mindelo.

A equipa do “Fantástico “ que se deslocou a São Vicente onde falou com vários intervenientes segue a linha investigativa lançado pelo Noticias do Norte que passa pela respostas a estas duas questões “: Os velejadores sabiam que transportavam cocaína ou caíram numa armadilha?

A defesa constituída por advogados mindelenses acredita que tem provas para na audiência de julgamento provar que “ os quatro tripulantes foram contratos por uma agência para trazer o veleiro até São Vicente e que não tinham conhecimento do carregamento “. A defesa pretende provar “ que os quatro arguidos são terceiros de boa-fé, ou seja, foram contratados como marinheiros e capitão para uma viagem num barco, cuja carga era desconhecida. Se foram contratados legalmente como empregados, presume-se que desconheciam a carga de cocaína “

A outra questão que o “Fantástico “ levanta é: como uma embarcação carregada com mais de uma tonelada de cocaína passou por um inspeção da Policia Federal Brasileira que teve até cães farejadores “

O NN chegou a publicar o vídeo com a polícia brasileira a fazer a inspeção. O certo é que nada foi encontrado. E os velejadores brasileiros usam esse facto para mostrar que “ apos a inspeção viajaram tranquilos, pois sabiam que o veleiro estava “limpo”.

No Mindelo não foi fácil a PJ encontrar a droga, que estava metida na estrutura do barco junto dos depósitos de água, cobertos por uma camada de betão”. A PJ após várias horas de busca estava prestes a desistir, mas “ as autoridades polícias internacionais que deram a informação insistiam que a droga estava no veleiro “. E estava.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.