Segurança : Mandingas da Ribeira Bote começam o desfile no dia 14 mas não passam por Fonte Francês  

8/01/2018 01:32 - Modificado em 8/01/2018 01:32

 

Presença assídua todos os domingos pelas ruas do Mindelo, o carismático grupo dará o pontapé de saída, no próximo domingo, 14 de Janeiro, em estreita colaboração com a Polícia Nacional de forma a evitar eventuais problemas de segurança que possam surgir.

Nilton Rodrigues, esclarece a população afirmando que a polícia não proibiu os desfiles dos mandingas, ontem domingo, mas que foi uma decisão do grupo que optou por adiar para a próxima semana em respeito e também como forma de luto pelo jovem falecido na madrugada de 01 de Janeiro.

Esclarece ainda que está tudo pronto e que a estreia, apesar de ter sido adiada de uma semana, “será cheia de energia, porque este ano estamos preparados para ter um maior e melhor desfile do ano passado e continuar a manter o nível”, afirma o Presidente do grupo ao NN, que garante ainda que graças aos investimentos feitos em instrumentos musicais e produtos para tingir a pele e que foram importados do Brasil para substituir a pólvora de pilha, estarão na máxima força.

Assegura que toda e qualquer informação contrária a isso é falsa, porque os Mandingas de Ribeira Bote, são um grupo querido e respeitado pelos Mindelenses e a PN, como sempre, está envolvida em estreita colaboração.

“Já temos licença por parte da polícia e agora estamos à espera de decidir em conjunto com a mesma o itinerário a ser seguido”, afirma “Tau”.

“Agora, falta só sair. Estávamos prontos mas por aquilo que aconteceu, em respeito pela família, optámos por cancelar”; em relação ao itinerário, conta que as zonas de Bela Vista e de Fonte Francês não serão levadas em conta, por causa de tempo e também devido às poucas semanas restantes, quatro.

Em relação ao consumo de bebidas alcoólicas durante os desfiles, afirma que isso não é algo que o grupo possa controlar apesar dos apelos, a decisão é dos foliões que acompanham o grupo. Uns por negócio e outros por consumo próprio levam bebidas consigo.

As actividades do dia 14 iniciam logo de manhã com uma passeata ao cemitério em homenagem aos mandingas falecidos e seguem com uma actividade no polivalente de Ribeira Bote, onde serão entregues quadros com fotografias dos falecidos aos familiares.

Antes do desfile previsto para as 15:00 haverá um almoço-convívio entre os mandingas, almoço este que a organização pretende disponibilizar todos os domingos de desfiles como forma de reunir o pessoal para as saídas à hora certa.

O primeiro desfile dos Mandingas de Ribeira Bote de 2018, que estava agendado para este domingo, 7, foi adiado.

 

Cv 2

  1. Alcides da Luz

    Os mandingas, quer queira quer nao fazem parte da tradicao/cultura dos Sanvicentinos e estao para ficar.Eu vou apoiar sempre os Mandingas, desde que eles colaborem com a PNSV durante os desfiles. Turistas, Imigrantes, Nacionais das outras Ilhas de CV escolhem esta epoca para gozar as suas ferias. A multidao que os mandingas trazem para rua nāo deixa de ser importante para SV, mas tambem um produto turistico. A inseguranca e casos isolados nāo podem ser desculpa para que os Mandingas nāo saem a deslilar pelas Ruas de Mindelo e arredores.
    VIVA OS MANDINGAS!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.