Assassinato de “Tchinha”: Acusado incorre numa pena entre 15 a 25 de cadeia

30/10/2012 00:26 - Modificado em 30/10/2012 00:26
| Comentários fechados em Assassinato de “Tchinha”: Acusado incorre numa pena entre 15 a 25 de cadeia

Jaílson Monteiro, o alegado autor da morte de Maria de Lurdes, ex-empregada de Cesária Évora vai a julgamento responder pelo crime de homicídio qualificado. O indivíduo de 26 anos conhecido por “Djay Notícia” está em prisão preventiva após ter sido detido sob suspeita de ter estrangulado a vítima na sua residência na Ribeira Bote.

 

O Primeiro Juízo da Comarca de São Vicente procede na quarta-feira, dia 31, à audiência de julgamento do processo-crime que acusa um indivíduo de ter assassinado a ex-empregada de Cesária Évora, Maria de Lurdes, conhecida por “Tchinha”.

Jaílson Monteiro, de 26 anos, foi detido pela Polícia Judiciária após a realização da autópsia que revelou que a vítima morreu por asfixia. A detenção do arguido surgiu na sequência de investigações preliminares, onde a polícia científica reuniu indícios segundo os quais Jaílson foi o autor do homicídio.

Por isso, o acusado vai agora a tribunal esclarecer o que foi fazer em casa da vítima no dia em que esta foi encontrada morta na sua residência. Jaílson Monteiro vai responder a uma acusação que lhe pode valer uma pena de prisão entre os 15 e os 25 anos, caso for provado que o mesmo assassinou a ex-empregada de Cesária Évora.

Recorde-se que Maria de Lurdes, de 44 anos, foi encontrada sem vida a 25 de Março numa residência na zona da Ribeira Bote. Por seu lado, o suspeito da sua morte já cumpriu dois anos de prisão pela prática do crime de agressão sexual.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.