“Operação Zorro”: O veleiro foi revistado pela Policia Brasileira antes de partir

3/01/2018 01:32 - Modificado em 3/01/2018 01:32

O NN teve acesso a um vídeo que mostra que o veleiro Rich Harves que tinha 1157 quilos de cocaína escondidos foi revistado pela Policia Federal Brasileira no Brasil. De acordo com o relato de Daniel Dantas no livro que está escrever,  “ A inspeção durou cerca de 6 horas, principalmente devido ao tamanho do barco, vistoriaram tudo, fizeram desarrumar todo o provisionamento já acondicionado para a travessia, abriram motor, abriram inclusive os reservatórios de cada um com mais de cinquenta parafusos rosqueados, passearam com o cão farejador por todo barco, e o que encontraram foram 19 gramas de cannabis dentro do motor, e que devido à quantidade de pessoas que trabalhavam no barco, e pela irrisória apreensão, foi lavrado um termo circunstanciado e o barco foi liberado. Houve comentários de gargalhada geral entre as autoridades ali presentes, pelo “sucesso” da operação”. Ainda de acordo com esses relatos o barco partiu no dia seguinte. Para Daniel Dantas esse episódio “, era muito importante de acontecer, para mostrar à minha família que as coisas não eram tão bagunçadas assim. E que tal procedimento, muito provavelmente aconteceria em todos os portos na chegada e saída. O Rodrigo havia feito um vídeo da vistoria, para documentar tudo durante a viagem”. O certo é que a PJ cabo-verdiana acabou por encontrar 1157 quilos de cocaína. Este online  sabe que a PJ estava prestes a desistir das buscas e começava a pensar que se tinham enganado no barco. Mas perante a insistência da “ fonte” que “ a droga estava do barco” acabaram por encontrar o que a Policia Brasileira não consegui encontrar; a droga estava dissimulada em pacotes distribuídos na estrutura da embarcação  coberta por uma camada de cimento armado.

 

 

 

 

  1. Letcha Vieira

    Mais parece uma novela brasileira. Uma vez mais fica bem claro que a Polícia cabo-verdiana é sem dúvida mais competente que a polícia brasileira e portanto merece um melhor tratamento e uma remuneração compatível com as suas subestimadas qualidades e competências profissionais.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.