Seis anos depois: Ministério Público acusa sete suspeitos de abuso sexual de crianças de onze anos

29/10/2012 01:07 - Modificado em 29/10/2012 01:07

NN sabe que o Ministério Público deduziu a acusação de abuso sexual contra sete cidadãos, na ilha de São Vicente. O caso surgiu em 2006 através de uma denúncia anónima que referia que os acusados estariam a praticar actos sexuais com crianças de 11 e 12 anos.

 

O Ministério Público concluiu o processo de instrução que investigava uma denúncia sobre um caso de abuso sexual de menores ocorrido em 2006 na ilha de São Vicente. Este online soube que volvidos seis anos, este caso que esteve em banho-maria e ganhou créditos para que os acusados sejam submetidos a julgamento.

Isto porque após ouvir os intervenientes do processo-crime, o MP recolheu indícios que permitem levar os acusados ao banco dos réus para responderem a um crime de abuso sexual de menores e de exibicionismo.

Os sete arguidos indiciados da prática de actos sexuais contra menores têm idades compreendidas entre 48 e 73 anos. Por ora as partes envolvidas serão notificadas da acusação formulada sob forma de Processo Comum Ordinário que vai ser entregue ao Juízo Crime para que os acusados sejam sujeitos a julgamento.

Mas o NN sabe que este caso pode desembocar numa Audiência Contraditória Preliminar a ser requerida pelos arguidos, para que o tribunal possa decidir pela submissão da causa a julgamento ou arquivamento do processo de instrução.

 

  1. José Lemos

    Coloquem aqui o nome destes larápios. Se este procedimento já tivesse sido adoptado, com nomes e fotos, esta prática certamente estaria quase a desaparecer. Mas continuam com essa pouca vergonha.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.