Tribunal “perdoa” ex-presidiário acusado  de injúria agravada contra  elementos da PN

15/12/2017 00:38 - Modificado em 15/12/2017 00:38
| Comentários fechados em Tribunal “perdoa” ex-presidiário acusado  de injúria agravada contra  elementos da PN

O sujeito identificado pelo nome de Felisberto, durante a audiência de julgamento no segundo Juízo Crime do Tribunal da Comarca de São Vicente, confrontado com as acusações, diz que o incidente aconteceu seis dias após a sua liberdade  e que apenas reagiu com nomes obscenos aos polícias, após ter sido ameaçado e agredido pelos agentes sem motivo nenhum, apenas com o objectivo de o injuriarem.

Segundo, “Beto”, como é conhecido, no final da sua última pena, prometeu a si mesmo que desta vez iria comportar-se bem e que estava à procura de se reintegrar na sociedade, o que segundo ele não é fácil, devido ao preconceito com os ex-presidiários.

No entanto, conta que no dia em questão, estava acompanhado de dois conhecidos quando foi abordado pelos agentes que  pensaram que estava prestes a fazer algo de ilegal, uma vez que os outros dois também têm antecedentes criminais.

Abordado pelos policiais , estes  começaram a ameaçá-lo e a agredi-lo tendo, no momento, levado uma coronhada de um dos agentes, um pontapé e ainda quando o metiam na parte traseira da viatura, entalaram-lhe uma mão na porta de forma propositada e vendo-se impotente contra os agentes começou a gritar-lhes nomes obscenos.

No entanto, apesar das acusações da Polícia, que não foi ouvida no julgamento, o Tribunal optou por não acusar o réu, por considerar que este se mostra empenhado em seguir um novo rumo, tendo até formalizado um pedido de desculpas pela sua conduta e apresentado um projecto de uma pequena padaria que está a tentar abrir, após ficar desempregado devido ao pouco movimento no seu serviço anterior.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.