João do Carmo pede fiscalização da “quantidade exagerada” de lixívia que  pode estar a ser usada na produção de grogue

14/12/2017 01:42 - Modificado em 14/12/2017 01:42
| Comentários fechados em João do Carmo pede fiscalização da “quantidade exagerada” de lixívia que  pode estar a ser usada na produção de grogue

Fonte: Sapo

O deputado do PAICV pelo círculo de São Vicente, João do Carmo, pediu uma atenção e fiscalização do Governo na “quantidade exagerada” de lixívia que vai de São Vicente para Santo Antão, quando se aproxima o mês da produção de grogue. Nesta sequência, pediu a fiscalização do Governo em todo o processo de produção do grogue. Isto, apesar de assumir que a bancada “não quer afirmar nada”, mas apenas que o Governo “investigue esta correlação do envio de lixívia com a antecipação da produção de grogue”.

Chega ainda a afirmar que tem informações e fotografias de camiões a transportarem o produto. “Gostaríamos que o Governo investigasse e, em paralelo, a informação de que a produção de grogue já foi antecipada de Janeiro de 2018 para Dezembro deste ano. Não gostaríamos de afirmar nada, só pedimos ao Governo que investigue esta correlação do envio de lixívia com a antecipação da produção de grogue Para o MpD, essa afirmação serve para desvalorizar a medida do Governo de antecipação da produção, que terá maior impacto em Santiago do que em Santo Antão que inicia à volta de Março.

Já o deputado do MpD (no poder), Damião Medina, pediu que não seja uma declaração apenas para desvalorizar a medida do Governo de antecipar a faina da produção do grogue que, a seu ver, vai ter impacto maior na ilha de Santiago porque em Santo Antão a faixa inicia geralmente lá para Março. Como afirma, todos estão preocupados com a produção da aguardente na ilha, “que exige fiscalização, consciência do produtor, porque antes de ser uma questão económica é uma questão de saúde pública”. No mesmo sentido, apela às instituições, ao Estado, para “averiguar de certa forma a veracidade destas declarações e tomar medidas para que o produto da ilha não seja desvalorizado desde a sua produção”.

E o Governo, segundo o Ministro dos Assuntos Parlamentares, Elísio Freire, vai reforçar a fiscalização.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.