Plano Nacional de Leitura: “Porque o livro não pode ser um objecto raro e a leitura tem de ser diária”

13/12/2017 01:12 - Modificado em 13/12/2017 01:12
| Comentários fechados em Plano Nacional de Leitura: “Porque o livro não pode ser um objecto raro e a leitura tem de ser diária”

O Plano de Leitura Nacional tem como finalidade impulsionar a dinamização da leitura no ambiente escolar e o seu desenvolvimento. E os Ministérios da Cultura e da Educação assinaram um despacho conjunto para a conclusão do processo de implementação do plano.

O Plano de Leitura Nacional tem como objectivo dar resposta às preocupações relativas aos baixos níveis de literacia da população. No âmbito do plano consta um conjunto de estratégias e de acções para a plena aquisição de competências de leitura.

“A leitura constitui uma das principais formas de fazermos e desenvolvermos a cultura, mas também de fazermos e desenvolvermos a educação”, como considera a Ministra da Educação, Maritza Rosabal. E neste sentido avança que serão feitos todos os esforços para que as escolas, desde o Ensino Básico ao Secundário, “estejam dotadas de condições que permitam desenvolver a leitura e o gosto pela leitura”.

Como explica o Ministro Abraão Vicente, “é um trabalho feito pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas e do Ministério da Educação que vai ser liderado pela Biblioteca Nacional de Cabo Verde e que visa fazer com que a leitura seja essencial para o desenvolvimento da leitura nas crianças”.

Como medida para viabilizar ainda o plano nacional de leitura, avança que é preciso promover a presença e a pressão de bibliotecas nos jardins-de-infância e nas escolas, “a inserção de momentos de leitura diária, jogos e outras actividades lúdicas de contacto com livros nas actividades pedagógicas”. Abraão Vicente sugere como fundamental a promoção de “encontros das crianças com escritores e ilustradores das obras tal como aconteceu na feira Morabeza”.

E o repto lançado aos pais e encarregados de educação para a importância do livro e da leitura no desenvolvimento da criança é: “quanto mais se lê, melhor para as crianças”, como sustenta Abraão Vicente.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.