CCISS propõe aumento dos direitos de importação sobre lacticínios e sumos de fruta 

7/12/2017 01:54 - Modificado em 7/12/2017 01:54

O Governo de Cabo Verde, como anuncia o Ministro Olavo Correia, tem em mãos uma proposta da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Sotavento (CCISS) para o aumento dos direitos de importação sobre lacticínios e sumos de fruta. Proposta que espera, tenha uma discussão pública antes da sua discussão.

Como comentou em relação à proposta apresentada, o Governo analisou e “quer ajudar os empresários nacionais a serem mais competitivos de uma forma transitória”. Isto, como defende, é uma proposta que pretende promover a indústria nacional. Mas a proposta fica a cargo da aprovação dos deputados no Parlamento. “O Governo está, neste momento, a analisar a proposta e vai ser submetida ao Parlamento para discussão. No Parlamento, discutiremos em função daquilo que os deputados entenderem: a proposta poderá avançar ou não”, explicou Olavo Correia.

A intenção do Governo, segundo o Ministro, centra-se em criar um ambiente para apoiar os empresários nacionais, isto ao admitir que nenhum país se pode desenvolver apenas com o investimento directo estrangeiro. “É muito importante que consigamos cada vez mais o investimento directo estrangeiro, mas temos também que criar um quadro para apoiarmos, incentivarmos os nossos empresários, empreendedores e as nossas empresas”.

Esta proposta da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de São Vicente é baseada num estudo feito pela agremiação empresarial e apresentado ao Governo, juntamente com outras medidas, para o desenvolvimento da indústria nacional.

O Ministro avança ainda a criação de uma janela única de comércio externo para que o desembaraço alfandegário possa ser feito em vinte e quatro horas. “Também existem disparidades a nível dos custos de frete que queremos tratar para que possamos criar um ecossistema que não penalize as demais ilhas de Cabo Verde. Queremos que todas as ilhas sejam tratadas da mesma forma”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.