Aos 96 anos, ‘contabilista de Auschwitz’ é preso por quatro anos

30/11/2017 06:27 - Modificado em 30/11/2017 06:27
| Comentários fechados em Aos 96 anos, ‘contabilista de Auschwitz’ é preso por quatro anos

Antigo guarda nazi havia pedido recurso, mas os juízes determinaram que deve cumprir pena de prisão pelos crimes cometidos durante o período em que Hitler estava no poder.

Um antigo guarda nazi, que havia sido condenado em 2015 a quatro anos de prisão, vai efetivamente cumprir pena.

Oskar Groening, conhecido como ‘o contabilista de Auschwitz’, foi acusado de cumplicidade nos assassinatos ocorridos no campo de concentração nazi, situado na Polónia. Interpôs recurso após conhecer a condenação, mas os juízes consideraram que deveria cumprir a pena que lhe foi atribuída.

O alemão, agora com 96 anos, foi considerado apto para cumprir a sentença, na condição de receber cuidados médicos durante o período em que estiver na prisão, segundo reporta o Metro UK.

Em 2015, Oskar Groening, conhecido como ‘o contabilista de Auschwitz’, admitiu culpa moral e pediu o perdão das vítimas, defendendo que tinha um papel menor no campo, não tendo matado ninguém pelas próprias mãos. Mas tal não impediu a sua condenação.

A acusação sustentou que Groening, encarregado de confiscar os pertences dos presos que chegavam a Auschwitz e de enviar o dinheiro para as SS em Berlim, apoiou financeiramente o regime nazi, contribuindo para o genocídio.

Groening é um dos 30 ex-guardas de Auschwitz que foram levados a tribunal pelo Ministério Público no ano passado.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.