EUA : Câmara oculta registou enfermeiras a  rirem enquanto doente agoniza até morrer

29/11/2017 07:43 - Modificado em 29/11/2017 07:43
| Comentários fechados em EUA : Câmara oculta registou enfermeiras a  rirem enquanto doente agoniza até morrer

Um veterano da Segunda Guerra Mundial morreu em agonia depois de pedir ajuda por seis vezes às enfermeiras que o deveriam auxiliar enquanto estas se riam à sua volta. O momento foi registado por uma câmara escondida no quarto do idoso, no Centro de Saúde e Reabilitação de Atlanta, nos EUA, e agora mostrado em tribunal. De acordo com o USA Today, James Dempsey, de 89 anos, morreu no dia 27 de fevereiro de 2014, depois de pedir ajuda às profissionais por não conseguir respirar.

As enfermeiras ignoraram os pedidos e o idoso acabou por agonizar até ficar inconsciente. Agora, no tribunal da Georgia, Wanda Nuckles, a responsável presente no centro no dia em que James morreu, garantiu que mal recebeu o alerta foi ao quarto imediatamente e que o idoso já não respirava. Contudo, os advogados confrontaram-na com as imagens que tinham sido registadas, sem a sua autorização, que mostram a emfermeira a rir-se sem prestar o ajuda ao homem. Nas imagens ouve-se ainda o idoso a pedir ajuda. “Ajudem-me, ajudem-me, ajudem-me.

Não consigo respirar”, gritou o James Dempsey, sem receber qualquer tipo de apoio. Oito minutos depois, entrou uma das enfermeiras no quarto que limitou-se a olhar os aparelhos de ventilação e a desligar o sinal de emergência acabando por sair da divisão. O homem ficou sozinho durante mais de uma hora. Quando as enfermeiras voltaram ao quarto, o homem já estava inconsciente, mas nem assim prestaram ajuda. Passada mais uma hora, Wanda e outra enfermeira voltaram e decidiram iniciar as manobras de reanimação enquanto riam. O homem acabou por morrer. O Centro de Saúde e Reabilitação de Atlanta foi agora obrigado a pagar uma multa de mais de 800 mil euros à família da vítima e as enfermeiras em questão perderam licença que lhes permitia trabalhar.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.