Eliana Rosa conquista segunda edição do Todo Mundo Canta Nacional

27/11/2017 11:44 - Modificado em 27/11/2017 11:48
| Comentários fechados em Eliana Rosa conquista segunda edição do Todo Mundo Canta Nacional

Entre nove representantes das ilhas de Cabo Verde, a jovem de 17 anos que no passado mês de Outubro conquistou a sexta edição do TMC São Vicente.

A representar a ilha do Monte Cara, Eliana Rosa cantou e encantou uma mais vez os júris do concurso consagrando-se a vencedora desta edição, que segundo a organização, foi uma um show de vozes.

Vanice da Luz da ilha do Sal, Edvânia Dias da ilha do Maio ficaram em segundo e terceiro lugar respectivamente.

Eliana Rosa mereceu a maior pontuação da noite, convenceu júri e público presente na gala, e, com isso, recebe o premio de 50 mil escudos, uma viagem oferecido pela produtora mindelense Boa Música e ainda a oportunidade de gravar um single.

A gala nacional do concurso Todo Mundo Canta (TMC) aconteceu este domingo, no Mindelo com actuação de candidatos de todas as ilhas do país e contou com repertório musical escolhido pelos próprios candidatos, composto exclusivamente por músicas cabo-verdianas nos seus mais diversos estilos.

Brasil de B.Léza e Conquista Maria de Norberto Tavares foram as composições escolhidas pela jovem natural de Santo Antão e que interpretadas na sua bela voz, deu-lhe a oportunidade de vencer o concurso.

Emocionada Eliana Rosa diz que se conseguiu chegar até aqui é porque ainda tem muito para oferecer, e vai-se empenhar o máximo na concretização dos seus sonhos, que é ser uma cantora profissional. Diz que este foi um concerto de vozes das ilhas, não um concurso, e que ficou uma bela amizade, nestes dias de convívio entre si.

Para o mentor deste projecto, Eurico Évora da Multi-Eventos, está satisfeito por ter conseguido a final nacional, apesar das dificuldades, foi preciso muita coragem, diz, mas no final tudo correu como esperado. “Tivemos uma boa casa, o show começou na hora marcada e a continuidade foi boa”. E em relação a continuidade do TMC nacional, apesar do interregno que esteve condicionado, afirma que a partir de agora, com a experiência adquirida a nível regional, “agora temos uma estrutura, que vai-se construindo. Merece mas atenção, porque está a provar para a população e ao país a sua força”.

Terminada esta etapa, com a realização deste TMC final Nacional, ficou entre os concorrentes, como estes afirmam, uma certa cumplicidade, que não os deixou sentir de todo que estavam num concurso, mas sim numa plataforma, um “trampolim” para as suas futuras carreiras.

Os finalistas estiveram acompanhados pela banda Banda Dak que conta com a direcção musical de Tchenta Neves, no teclado, Zé Paris, no baixo, Djudjin, na bateria, Djassa, no cavaquinho, Yanik, no saxofone, e Dany na guitarra.

Representando a ilha de Santo Antão, o candidato Rufino Sousa, Eliana Rosa da ilha de São Vicente, Augusto Duarte, de São Nicolau, Vanice da Luz da ilha do Sal, Lídia dos Santos  da Boa Vista, Edvânia Dias da ilha do Maio, Janice Barros de Santiago, Estefânia Andrade da ilha do Fogo e Diva Burgo da ilha da Brava.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.