Augusto Neves  em Portugal para reactivar geminações

23/11/2017 00:46 - Modificado em 23/11/2017 00:46
| Comentários fechados em Augusto Neves  em Portugal para reactivar geminações

Lisboa, 22 Nov (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal de São Vicente encontrou-se, na tarde de hoje, nos Paços do Concelho de Oeiras (Portugal) com o seu homólogo Isaltino Morais com quem tratou do relançamento da geminação entre os dois municípios.

Numa viagem que deverá levar Augusto Neves ao Rio de Janeiro (Brasil), encabeçando uma delegação do Carnaval do Mindelo, composta por 16 elementos, para um intercâmbio de 10 dias com grupos e carnavalescos brasileiros, o edil de São Vicente fez uma escala de dois dias em Portugal com o objectivo de “lançar sementes” para a reactivação das geminações que o seu município mantém com algumas câmaras portuguesas.

A primeira foi a de Oeiras, que data de 1988 e que foi a primeira de uma câmara cabo-verdiana com uma congénere portuguesa, e do encontro saiu, segundo Augusto Neves, o anúncio da visita de Isaltino Morais e de uma delegação da câmara de Oeiras a São Vicente, para o dia 22 de Janeiro do próximo ano, por ocasião das celebrações do Dia do Município.

“Sentimos que, com este convite e estando o presidente Isaltino e sua equipa em São Vicente, iremos relançar tudo aquilo que tem sido essa cooperação muito benéfica e a bem da população sanvicentina”, e para a apresentação de “novos projectos”, declarou Neves à Inforpress em Lisboa.

No encontro de hoje, Augusto Neves apresentou a Isaltino Morais “ideias e projectos” para São Vicente, sendo um deles o polidesportivo Oeiras-Norte, de Châ de Alecrim, e um outro na área da habitação social.

Da mesma forma, Augusto Neves apontou uma proposta “bonita e nova” que Isaltino Morais lhe transmitiu que é a intenção de Oeiras apoiar uma escola de formação profissional em São Vicente.

“Numa ilha muito ligada ao ensino e às escolas de formação, conseguir um projecto dessa envergadura para o ensino profissional é muito bom para a juventude e sua preparação de forma muito mais fácil para o primeiro emprego”, precisou o autarca mindelense.

Isaltino Morais, por seu lado, não só confirmou a visita da delegação de Oeiras a São Vicente, em Janeiro em 2018, como reconheceu a necessidade de se reactivar a geminação, por considerar que nos últimos anos houve “realmente um descuido, um adormecido da geminação” .

“O nosso propósito é relançar essas políticas e medidas que adoptamos no passado de maneira que haja um intercâmbio entre as autoridades cabo-verdianas e portuguesas e muito particularmente entre as autoridades locais de Cabo Verde, em especial de São Vicente com Oeiras”, concretizou.

A geminação São Vicente-Oeiras foi rubricada a 19 de Junho de 1988 e foi a segunda do município de São Vicente com um município estrangeiro, após a primeira, em 1986, com New Bedfort (EUA).

A partir de 2008 assistiu-se ao “enfraquecimento” da geminação São Vicente-Oeiras, que, no entanto, é tida como “a mais frutífera” e que deixou “marcas visíveis” em São Vicente no desporto (polidesportivo coberto Oeiras) na habitação social (bairro Sá Carneiro), mas também em sectores como saneamento, cultura, saúde, educação, infra-estruturas e formação de pessoal.

Esta quinta-feira, 23, Augusto Neves deve visitar as câmaras geminadas do Porto e de Famalicão com idêntico intuito.

Inforpress

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.