Turismo sexual: ICCA pede aos cidadãos para denunciarem

22/11/2017 01:40 - Modificado em 22/11/2017 01:40
| Comentários fechados em Turismo sexual: ICCA pede aos cidadãos para denunciarem

A responsável do ICCA na ilha do Sal, Queila Soares, em declarações à Inforpress, pediu às pessoas para denunciarem casos de abuso e exploração sexual de menores. A instituição demonstra a sua preocupação com casos que não têm sido denunciados. A instituição, como sublinha, tem tido informações de várias fontes mas, no entanto, não tem havido denúncias sobre abuso, exploração e turismo sexual.
“Ouvimos discursos de diversas fontes, pessoas que afirmam a existência de abuso, exploração e turismo sexual, … no entanto, não temos denúncias e essa é, de facto, uma grande preocupação. Neste sentido, pediu para que as pessoas denunciem casos usando as linhas de apoio e de denúncia anónimas.
A questão, como levanta, é do turismo sexual, além de situações de abuso sexual no seio familiar. “Temos registos de algumas situações de abuso sexual no seio familiar, na vizinhança. Mas essa questão do turismo sexual é uma situação mais grave e preocupa-nos muito por falta de provas. Todavia, se não houver denúncia, se não tivermos dados por onde pegar… ficamos limitados em fazer o trabalho. É bastante complicado. Existe… aonde? Mas estamos alerta”, asseverou. E o pedido é que a população seja mais interventiva a denunciar.
Este apelo foi feito no âmbito das celebrações do Dia Internacional dos Direitos da Criança, assinalado a 20 de Novembro. No período em que o Presidente da Assembleia Nacional, Jorge Santos, afirma que “é fundamental reforçar toda a legislação que pune e regula o abuso e a exploração sexual contra menores, visando combater este drama”. E acrescenta que quando visita os concelhos do país “depara-se com este drama a que a nossa geração e os poderes públicos têm a obrigação de pôr fim. Cabo Verde não poderá pactuar com esta tamanha tragédia”, afirmou Jorge Santos citado pela Inforpress.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.